LIBERTADORES: FEMININA: Huila-COL 1 (5) x 1 (3) Santos - Castigo para quem tinha 100%

O Santos foi melhor em um tempo e o Huila no outro. Mas, nos penais, deu Colômbia que levou o caneco de Campeão

por Agência Futebol Interior

Manaus, AM, 02 (AFI) – O Santos entrou em campo para decidir a Libertadores Feminina, contra o Atlético Huila-COL, como grande favorito. Primeiro porque apresentou um futebol muito superior durante toda a competição. E segundo porque era a única equipe com 100% de aproveitamento. Mas, quando a bola rolou, esta superioridade ficou apenas no primeiro tempo, porque no segundo o time colombiano deu show e levou a partida as cobranças de penalidades.

Sem mostrar nervosismo, pelo contrário, muita categoria, o Huila bateu cinco pênaltis e converteu todos. O Santos bateu quatro e marcou apenas três. Com isso o time colombiano mereceu sair de campo com o título de campeão da Libertadores 2018. No tempo normal Brena fez para o Peixe, enquanto Stabile empatou para o Huila. A partida foi realizada nesta noite de domingo, 02, na Arena da Amazônia, em Manaus-AM.

O JOGO
O Santos começou a partida agredindo seu adversário e com um minuto abriu o marcador. Brena arriscou um chute forte da intermediária e mandou no ângulo superior esquerdo de Daniela. 1 a 0 Santos. O gol deu mais tranquilidade ao Peixe e nervosismo ao time da Colômbia. Com isso as Sereias da Vila dominaram a partida todo o tempo e s[ó não ampliaram porque pecavam nas finalizações.

Brena sai para comemorar com suas companheiras o gol que abriu o placar da Arena da Amazônia, em Manaus-AM. - Divulgação
Brena sai para comemorar com suas companheiras o gol que abriu o placar da Arena da Amazônia, em Manaus-AM.

Na contra partida, o Atlético Huila, mesmo dominado, teve duas boas chances. A mais ameaçadora veio aos 34 minutos depois que Carmem ergueu a bola da direita e Rincon chegou desviando. A bola passou muito perto da trave e foi para a linha de fundo. Depois nada de anormal aconteceu.

SEGUNDO TEMPO
O técnico Albeiro Erazo fez duas alterações no intervalo e colocou Stabille Cordoba em lugar de Darmely e Jenifer. A alteração deu certo e com um minuto, após cobrança de escanteio da direita, Stabile entro por trás da zaga, aproveitou a falha da goleira e tocou de pé direito, por cobertura, para empatar o jogo.

O gol desestabilizou o Santos, que até os 20 minutos foi totalmente dominado. Neste período sofreu duas bolas na trave a goleira Nicole fez grande defesa depois de chute de Rincon no canto baixo esquerdo de sua meta. Aos 22 o Santos conseguiu responder. Ana bateu falta da esquerda e Ketlen apareceu no segundo pau tentando o desvio. A bola passou muito perto e foi para a linha de fundo. No último lance do jogo o Santos chegou a marcar, mas Rosana estava impedida e o gol foi anulado.

PÊNALTIS
As cobranças de pênaltis foram todas de auto nível. Mas o Huila mostrou estar mais preparado para o momento e sem se perturbar não perdeu uma chance. O Santos que até o terceiro pênalti vinha bem, se perdeu no quarto e ficou o vice-campeonato da Libertadores 2018.

Ficha Técnica

Fase
Final
Rodada
1ª rodada
Data
02/12/2018
Horário
21h30
Local
Arena da Amazõnia - Manaus (AM)
Árbitro
Zulma Quiñonez (PAR)

Assistentes
Laura Miranda (PAR) e Nádia Weiler (PAR)

Cartões Amarelos
Atlético Huila-COL: Aldana Cometti, Luana

Gols
Atlético Huila-COL: Eliana Stabile 1' 2T
Santos-BRA: Brena 1' 1T
Atlético Huila-COL
Daniela;
Carmen, Liana, Isaura e Yorely;
Gavi, Darmely (Stabile), Daniela e Jenifer (Cordoba);
Fabiana e Aldana.

Técnico: Albeiro Erazo
Santos-BRA
Nicole;
Maurine,Carol Arruda, Juliete e Camila;
Brena (Chú), Sandrina, Angelina (Rosana) e Alanna;
Ketlen e Maria
Técnico: Emily Lima
 
 
" />