LIBERTADORES FEMININA: Huila-CHI e Santos-BRA decidem a Libertadores Feminina 2018

O Atlético Huila sofreu um pouco para chegar. Já o santos não teve problemas e chegou fácil

por Agência Futebol Interior

Manaus, SP, 30 (AFI) – Está definida a grande final da Libertadores Feminina 2018 que está sendo disputada na cidade de Manaus-AM, na Arena da Amazônia. Após os jogos que fecharam a semifinal da competição, Atlético Huila-COL e Santos passaram por Iranduba-BRA e Colo Colo-CHI respectivamente. Em jogos disputados na Arena da Amazônia, o Iranduba perdeu nas penalidades máximas para o Huila, depois de estar vencendo o jogo até os 36 minutos do segundo tempo. Já o Santos passou fácil pelo Colo Colo, por 3 a 0, e é a única equipe invicta e 100% no campeonato. A partida decisiva acontece domingo, 02 de dezembro, às 19h30, horário local, 21h30 horário de Brasília-DF e terá transmissão para todo o País pela SporTV.

As equipes de Atlético Huila-COL e Santos-BRA vão decidir a Taça Libertadores de América Feminina 2018 na Arena da Amazônia, em Manaus-AM, no dia 02 de dezembro, às 19h30 local, 21h30 de Brasília, com transmissão para todo o Brasil. - Divulgação
As equipes de Atlético Huila-COL e Santos-BRA vão decidir a Taça Libertadores de América Feminina 2018 na Arena da Amazônia, em Manaus-AM, no dia 02 de dezembro, às 19h30 local, 21h30 de Brasília, com transmissão para todo o Brasil.
COMO FOI A SEMIFINAL
No primeiro jogo da noite o Atlético Huila enfrentou os donos da casa, que tiveram o apoio maciço de seu torcedor. Mas nem isso serviu para garantir a chegada na final. O Iranduba até fazia uma boa partida, mas depois de uma falha de sua goleira Maike, aos 36 minutos do segundo tempo, cedeu o empate e foi as penalidades máximas de cabeça baixa. Com isso o time perdeu três de quatro penais e acabou eliminado, já que o Huila marcou suas três cobranças em três tentativas.

SANTOS X COLO COLO
As sereias da Vila entraram em campo ciente que tinham muito mais time que as chilenas, mas, talvez por isso, não conseguiram apresentar um futebol de encher os olhos na primeira etapa e a partia terminou empatada. Com um puxão de orelhas da técnica Emily Lima, o time voltou diferente e numa noite inspirada de Chú, que marcou duas vezes, o Santos fez mais um e classificou-se à final em busca de seu terceiro título nas Américas.

 
 
" />