EUA vencem México na prorrogação e são campeões da Liga das Nações da Concacaf

Partida também ficou marcada por uma interrupção de cerca de três minutos, depois de o árbitro ter ouvido gritos homofóbicos

por Agência Estado

Campinas, SP, 07 (AFI) - A seleção dos Estados Unidos venceu no domingo o México por 3 a 2, na prorrogação, e conquistou a primeira edição da Liga das Nações da Concacaf, em uma partida disputada na cidade norte-americana de Denver.

O gol que garantiu o triunfo dos Estados Unidos foi marcado pelo atacante Christian Pulisic, que joga Chelsea, da Inglaterra, aos 9 minutos do segundo tempo da prorrogação, por intermédio de uma penalidade. O mexicano Guardado teve a oportunidade de empatar o duelo, aos 17 minutos, mas falhou ao bater o pênalti.

EUA no lugar mais alto do pódio. (Foto: Divulgação)
EUA no lugar mais alto do pódio. (Foto: Divulgação)
A partida também ficou marcada por uma interrupção de cerca de três minutos, depois de o árbitro ter ouvido gritos homofóbicos provenientes das arquibancadas.

O JOGO!
O México entrou melhor na partida e abriu o placar logo aos dois minutos, com um gol marcado por Jesus Corona, meio-campista do Porto, mas os Estados Unidos empataram aos 27, com Giovanni Reyna.

SETE GOLS E DERROTA DO CRUZEIRO!

Na segunda parte, a equipe mexicana voltou a ficar em vantagem, aos 34 minutos, com Diego Lainez, mas os Estados Unidos empataram de novo, aos 37, com Weston McKennie, jogador que é companheiro de equipe de Cristiano Ronaldo na Juventus.

No tempo extra, Christian Pulisic, que se sagrou campeão europeu de clubes com o Chelsea no último dia 29, marcou o gol definitivo e garantiu a conquista do troféu para a seleção norte-americana.