Após 2 anos preso, ex-motorista de jogador brasileiro é liberado pelo governo russo

Robson foi preso em março de 2019 ao chegar na Rússia para trabalhar com o meia Fernando, que na época defendia o Spartak Moscou

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 02 (AFI) – O domingo foi de excelente notícia para a família do ex-motorista do jogador Fernando, Robson Nascimento de Oliveira, preso há dois anos na Rússia após ser acusado de traficar medicamento ilegal no continente Europeu. O brasileiro será liberado ainda nesta semana, segundo informou o presidente Jair Bolsonaro nesta manhã.

Robson foi preso em março de 2019 ao chegar na Rússia para trabalhar com o meia Fernando, que na época defendia o Spartak Moscou. O ex-motorista carregava uma mala com caixas do medicamento Mytedon - cloridrato de metadona -, que é legalizado no Brasil, mas proibido no país.

Ainda no aeroporto, Robson foi abordado pelos policiais e detido para dar esclarecimentos sobre os medicamentos. Na época ele explicou que o remédio era do sogro de Fernando, mas mesmo assim as autoridades locais optaram por mantê-lo detido, ainda que injustamente.

O que surpreendeu a todos em meio à sua prisão, é que Fernando e seus familiares em nenhum momento declararam apoio à Robson, principalmente omitindo a informação de que o remédio que carregava não era de uso próprio. Postura que causou espanto e rendeu uma série de protestos na imprensa e no meio desportivo brasileiro.

Robson Oliveira estava preso há mais de dois anos na Rússia
Robson Oliveira estava preso há mais de dois anos na Rússia
Em meio a mobilização de imprensa e personalidades do meio desportivo, o governo brasileiro intensificou as negociações com o governo russo para que houvesse o perdão de Robson, diante da ausência de provas que pudessem afirmar que ele realmente portava para uso próprio o medicamento ilegal no país.

E nos últimos dias, enfim o presidente Vladimir Putin assinou a liberação do ex-motorista para retornar ao Brasil. Antes, o pedido já havia sido assinado por uma comissão regional e pelo prefeito de Moscou.

A expectativa é que Robson chegue ao Brasil na próxima quinta-feira. Vale ressaltar que Robson tem tido sua defesa paga pelo meia Fernando, atualmente no Beijing Guoan, da China.