Presidente da Fifa cutuca futebol brasileiro e promete menos jogos aos atletas

Infantino afirmou que compartilha "o desconforto de muitos pela sobreposição dos jogos de clubes com seleções

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 17 (AFI) - Gianni Infantino, presidente da Fifa, falou em alto e bom som ao cutucar e criticar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e outras entidades por manter jogos dos seus campeonatos mesmo em Data Fifa.

"Sei que não é fácil encontrar pontos de equilíbrio entre todas as partes, mas os interesses do futebol devem estar acima dos interesses individuais ou corporativos, e todos os responsáveis têm a obrigação de encontrar saídas para esse tipo de situação", disse o mandatário ao ge.

O técnico Tite, por exemplo, desfalcou clubes brasileiros para os jogos da seleção a Eliminatória Sul-americana. Ao falar especificamente do Brasileirão, Infantino afirmou que compartilha "o desconforto de muitos pela sobreposição dos jogos de clubes de elite com as partidas da seleção".

Nada feliz com certas entidades. (Foto: Divulgação)
Nada feliz com certas entidades. (Foto: Divulgação)
ALENTO!

Ele, no entanto, deu um alento aos jogadores ao garantir que a Fifa busca uma solução para diminuir o número de jogos no inchado calendário da bola. A matemática nesse caso, porém, está longe de ser exata.

"Devemos procurar maneiras de ter menos partidas, mas mais significativas. Encontrar uma fórmula perfeita será extremamente desafiador, mas acho que a comunidade do futebol deveria, pelo menos, discutir aberta e francamente para ver se podemos encontrar soluções novas e melhores. Parece haver uma consenso de que há muitos jogos por temporada em muitos países", finalizou.