Real Madrid é liberado de quarentena na Inglaterra antes de enfrentar o City

Os dois times se enfrentam pelo jogo de volta da Liga dos Campeões. Na ida, os ingleses venceram por 2 a 1

por Agência Estado

Campinas, SP, 26 (AFI) - O governo britânico confirmou que o elenco do Real Madrid não terá que passar por quarentena obrigatória de 14 dias imposta a viajantes que vêm da Espanha para disputar o jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Manchester City, na Inglaterra. O duelo está marcado para o dia 7 de agosto.

No sábado, o Reino Unido anunciou que excluiu a Espanha da relação de países seguros isentos de quarentena, obrigando turistas britânicos e outros viajantes vindos do território espanhol a ficarem isolados por duas semanas. O governo do primeiro-ministro Boris Johnson tomou a decisão depois que a Espanha registrou aumento no número de casos de coronavírus.

No entanto, a medida não se aplica ao Real Madrid, segundo confirmou o Ministério de Internet, Cultura, Mídia e Esporte do governo britânico. Isso porque, de acordo com um decreto do governo publicado no início de julho, determinados eventos esportivos, como as partidas da Liga dos Campeões, estariam liberados de fazer a quarentena. A manutenção da medida evitou que a Uefa tivesse que buscar soluções para a realização do confronto.

Se o Real Madrid tivesse que ser submetido ao período de quarentena, os jogadores e comissão técnica teriam de ficar 14 dias isolados no Reino Unido e, como faltam menos de duas semanas para a partida, não haveria tempo hábil para a realização do jogo, marcado para o dia 7.

O Manchester City entrará em campo em vantagem depois de ter vencido o primeiro duelo por 2 a 1, em março, no Santiago Bernabéu. O Real Madrid não contará com seu capital Sergio Ramos, expulso no jogo de ida.