Técnico "desiste de desistir", peita torcida e assume rival do Shakhtar Donetsk

Ele aceitou trabalhar no Dínamo em 23 de julho, desistiu após protesto da torcida dia 27 e, agora, voltou atrás de novo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 30 (AFI) - A novela Mircea Lucescu ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira. O experiente treinador voltou atrás, mais uma vez, e assumiu o comando do Dínamo de Kiev, rival do Shakhtar Donetsk, clube que o treinador tem forte ligação.

"Tenho certeza que treinarei por um longo tempo. Espero que os torcedores que são contra a minha contratação um dia fiquem do nosso lado. Eles devem valorizar a minha coragem", disse o treinador de 75 anos.

Lucescu aceitou o desafio de defender o Dínamo de Kiev em 23 de julho. Quatro dias depois, ele refugou após intenso protesto da torcida do Dínamo. Agora, porém, parece que ele colocou um ponto final na novela.

Assumiu a responsabilidade. (Foto: Divulgação/Dínamo de Kiev)
Assumiu a responsabilidade. (Foto: Divulgação/Dínamo de Kiev)
FORTE LIGAÇÃO!

Mircea Lucescu é muito ligado ao Shakhtar Donetsk, rival do Dínamo. Lucescu esteve no comando do Shakhtar Donetsk por 12 anos, entre 2004 e 2016. Lá, ele foi campeão ucraniano por oito temporada, faturou a Liga da Europa em 2009, além de ter conquistado outros títulos. O treinador estava sem trabalho desde que janeiro, quando deixou a Seleção da Turquia.

"Shakhtar faz parte da minha história. Maravilhoso, inesquecível, mas está no passado. Emoções e sentimentos, claro, estão lá, porque foi um grande e prazeroso trabalho. Mas eu sou um técnico profissional. Então, tenho que seguir em frente", comentou ele.

"Eu vim do Campeonato Italiano, onde técnicos e jogadores trocam de um time para outro sem problemas. Emoções e sentimentos ficam, mas um jogador ou técnico profissional deve seguir em diante, a um novo nível", finalizou.