Japão: Brasileiro chega aos 70 anos batendo outro recorde como técnico

Nelsinho Batista é o técnico com mais idade desde a fundação da J.League em 1993

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) – O técnico Nelsinho Batista completa 70 anos nesta quarta-feira, dia 22 de julho, comemorando também mais um recorde na carreira. Ele é o técnico mais experiente a trabalhar na J.Legue – primeira divisão japonesa – desde a sua fundação em 1993.

Ao todo, Nelsinho atuou na beira do gramado por 376 partidas, com 175 vitórias, 130 derrotas e 71 empates. Ele é o quarto colocado no ranking geral de treinadores em partidas disputadas.

Brasileiro chega à maturidade com muita motivação
Brasileiro chega à maturidade com muita motivação

Os seus números vão aumentando a cada dia. Já são 16 anos comandando clubes em suas várias passagens pelo futebol no país, um recorde para estrangeiro. No momento ele dirige o Kashiwa Reysol, pelo qual foi campeão da segunda divisão em 2019.

SUCESSO NO JAPÃO
No futebol japonês, Nelsinho esteve presente em três décadas diferentes. Pelo Verdy Kawasaki levantou a Copa da Liga e a J.League em 1994 e 1995.

Mas pelo Kashiwa Reysol conquistou tudo que poderia. Foi bicampeão japonês em 2010 e 2011; Super Copa do Japão e Copa do Imperador, ambas em 2012; Copa da Liga em 2013 e Copa Suruga em 2014. Ano passado assumiu o time na segunda divisão e o devolveu à elite japonesa com título nacional.

FESTA DE ANIVERSÁRIO

Nelsinho: vitalidade e motivação aos 70 anos
Nelsinho: vitalidade e motivação aos 70 anos


Nelsinho completa 70 anos, mas quem o vê, sempre disposto e com muita vitalidade, não acredita em sua idade. O segredo, segundo ele, é fazer o que gosta.

“Minha maior alegria é poder estar fazendo o que mais gosto, que é trabalhar e estar no meio do futebol.

Mas o momento não é tão especial por causa desta pandemia que assola o mundo, tanto que estou tomando muitos cuidados por estar incluso no grupo de risco” – explicou.

A data foi lembrada pela imprensa esportiva e festejada no clube. Em casa Nelsinho aproveitou o carinho da esposa e da filha caçula.

CARREIRA NA BOLA
Nascido em Campinas (SP), no interior de São Paulo, em 1950, Nelsinho se destacou como lateral direito da Ponte Preta no final dos anos 60, sagrando-se campeão da Divisão Intermediária, em 1969 ainda com 19 anos, e depois sendo vice-campeão paulista em 1970.

Como jogador ainda defendeu o próprio São Paulo, o Santos e o Juventus, pelo qual encerrou a carreira em 1983. Dois anos depois ele já estreava como técnico no São Bento, de Sorocaba (SP). Comandou ainda vários clubes no interior paulista como Guarani e Ponte Preta, em Campinas, Internacional de Limeira, São Caetano e Novorizontino.

Copa do Brasil e bi estadual pelo Sport
Copa do Brasil e bi estadual pelo Sport

MUITOS TÍTULOS
Teve a chance também de passar por todos os grandes clubes de São Paulo. Levantou o primeiro título brasileiro do Corinthians em 1990 e foi campeão paulista em 1997. No ano seguinte, 1998, conquistou o título paulista pelo São Paulo.

Foi campeão estadual pelo Atlético-PR (1988), Goiás (2003) e bicampeão pelo Sport (2008/2009). Levou o time pernambucano ao maior título da sua história, da Copa do Brasil de 2008.

Fora do país, trabalhou na Colômbia, Chile e Arábia, além de ser o mais longevo treinador na história da J.League.