Espanhol: Valencia diz que 35% do elenco está com coronavírus e cita jogo em Milão

O clube afirmou que a partida contra a Atalanta, pela Liga dos Campeões, pode ter sido o principal motivo

por Agência Estado

Campinas, SP, 17 (AFI) - O Valencia divulgou nesta terça-feira que 35% do seu elenco está contaminado pelo novo coronavírus. De acordo com o clube espanhol, os casos até agora são assintomáticos. Eles estão em isolamento e recebendo acompanhamento médico.

"O Valencia CF informa novos casos de coronavírus Covid-19 em técnicos e jogadores da equipe principal. Todos são casos assintomáticos e se encontram em seus domicílios com acompanhamento médico e com medidas de isolamento, realizando com normalidade seu plano de trabalho programado", anunciou o clube.

Em nota, a equipe espanhola cita a partida contra a Atalanta, em Milão, no dia 19 de fevereiro, como possível causa do número de casos de coronavírus registrados em seu elenco. As equipes se enfrentaram na Itália, país que se tornou epicentro do vírus em duelo válido pela Liga dos Campeões.

O argentino Garay é um dos casos confirmados de coronavírus
O argentino Garay é um dos casos confirmados de coronavírus
"Apesar das estritas medidas adotadas pelo clube após disputar em 19 de fevereiro de 2020 uma partida da Liga dos Campeões em Milão, área confirmada de risco pelas autoridades dias depois, distanciando o elenco do ambiente de trabalho e do público em geral, os últimos resultados demonstram que a exposição inerente às partidas provocou em torno de 35% de casos positivos.

MEDIDAS PREVENTIVAS
Além disso, o Valencia diz ter tomado as medidas preventivas após a partida realizada no San Siro, em Milão. A competição continental foi paralisada por tempo indeterminado, assim como os campeonatos nacionais de países europeus.

"O Valencia CF aproveita essa nova prova de alta contagiosidade do vírus para insistir que a população se mantenha em suas casas e siga estritamente todas as medidas de higiene e prevenção já publicadas", conclui.