Fifa ratifica Copa América e Eurocopa para junho e julho de 2021

Competições terão disputas emparelhadas e acontecem entre 11 de junho e 11 de julho do próximo ano

por Agência Estado

Campinas, SP, 18 - Em uma videoconferência nesta quarta-feira, em Zurique, o Bureau do Conselho da Fifa ratificou as mudanças, adiantadas na terça-feira, no calendário de importantes competições do futebol internacional por causa da pandemia do coronavírus.

Com isso, a Copa América e a Eurocopa serão disputadas entre os dias 11 de junho e 11 de julho de 2021, enquanto o Mundial de Clubes, que seria entre junho e julho de 2021, para uma data ainda a ser programada.

MEDIDAS

Gianni Infantino, presidente da Fifa, afirmou que "situações excepcionais precisam de medidas excepcionais". A entidade vai doar US$ 10 milhões (cerca de R$ 51 milhões) para o fundo de resposta ao Covid-19.

Taça da última Copa América, conquistada pelo Brasil (Foto: CBF)
Taça da última Copa América, conquistada pelo Brasil (Foto: CBF)

"Essa crise impacta todo o mundo e é por isso que as soluções precisam levar em conta o interesse de todos. Nós mostramos mais uma vez o espírito de cooperação, solidariedade e união. Quero agradecer a todos os presidentes de confederações pela contribuições e pelos esforços. Conto com todo o apoio da comunidade do futebol", afirmou o dirigente.

ALERTA

A saúde dos atletas é uma grande preocupação e para isso a Fifa decidiu criar uma força de trabalho entre as confederações para monitorar a evolução da doença em cada continente. O objetivo é trabalhar de forma coordenada para encontrar soluções que atendam a todas as competições.

Outra preocupação para a entidade que dirige o futebol é a duração dos contratos dos jogadores e dos clubes. A Fifa estuda a possibilidade de ajudar financeiramente algumas confederações ou clubes.