Fifa envia carta às federações e pede proteção a torcedores e jogadores

O presidente da entidade, Gianni Infantino, falou em "usar o poder do futebol" para combater o coronavírus

por Agência Estado

Campinas, SP, 16 - O presidente da Fifa, Gianni Infantino, enviou nesta segunda-feira uma carta aos membros da entidade, com o pedido de que as associações divulguem as medidas preventivas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e se unam na tentativa de combater o contágio do coronavírus.

"Em parceria com a OMS, estamos lançando iniciativas de conscientização destinadas a fornecer recomendações práticas e medidas para combater a disseminação do COVID-19", afirmou o dirigente. "Eu recomendo que todos também usem o poder do futebol para enviar e divulgar essas mensagens."
Gianni Infantino exaltou unidade da comunidade do futebol no combate ao coronavírus
Gianni Infantino exaltou unidade da comunidade do futebol no combate ao coronavírus

PREOCUPAÇÃO

Ao mesmo tempo, Infantino afirmou que o mais importante é o bem-estar geral da população.

"Sob essas circunstâncias, agora devemos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para proteger torcedores, jogadores, treinadores e todos os outros envolvidos em nosso belo jogo. Mais importante, as autoridades do futebol devem tomar todas as medidas necessárias para impedir que o vírus se espalhe para a comunidade em geral."

O comunicado do presidente da Fifa surge um dia antes da reunião desta terça-feira da Uefa, entidade que dirige o futebol europeu, que poderá anunciar o adiamento da Euro-2020 para o ano que vem. A transferência da disputa para 2021 poderá prejudicar a organização do Mundial de Clubes, da Fifa.

COMBATE

Mas Infantino afirmou que é vital que o esporte permaneça unido neste momento no combate ao coronavírus.

"Até agora, a comunidade mundial do futebol demonstrou um senso de solidariedade e unidade diante dessa ameaça e devemos continuar fazendo o mesmo ao pensar em como abordaremos as consequências que teremos que enfrentar para o futuro do nosso jogo."

Por fim, Infantino disse que vai seguir em contato com as autoridades para saber os rumos a serem seguidos nas próximas semanas.

"A FIFA manterá contato regular com todas as partes interessadas durante esse período difícil e procurará encontrar, no devido curso, soluções em espírito de cooperação, levando em consideração os interesses do futebol em todos os níveis."