Atacante ex-Guarani relata tensão no futebol turco devido ao COVID-19

Braian Samudio, atacante do Rizespor e da Seleção Paraguaia, está em quarentena na Turquia e exaltou decisão de paralisação

por Agência Futebol Interior

Rize, TUR, 26 - O atacante da Seleção Paraguaia Braian Samudio, que atualmente defende o Rizespor, da Turquia, clube que disputa a elite do futebol turco, relatou tensão no país turco por conta do surto do novo coronavírus.

Antes de chegar ao futebol da Turquia, Braian Samudio teve uma rápida passagem pelo futebol brasileiro, onde se destacou vestindo a camisa do Guarani na temporada 2017. "Está sendo muito difícil, pois vivemos do futebol, agora ficando em casa após a paralisação e longe da família não é fácil, porém temos que preservar nossa saúde", disse o atacante paraguaio.

"Estou mantendo a forma dentro de casa, atendendo ao pedido do clube. Temos que tomar muito cuidado, as pessoas não saem de suas casas, ruas vazias, supermercados vazios, enfim tudo parado por conta do surto", revelou.

Braian Samudio se mostrou assustado com o surto do Covid-19 na Turquia (Foto: Divulgação)
Braian Samudio se mostrou assustado com o surto do Covid-19 na Turquia (Foto: Divulgação)

DECISÃO CORRETA

Samudio também comentou sobre o campeonato ter paralisado somente depois que a maioria dos jogadores protestaram contra a continuidade da competição.

"A princípio, estávamos jogando de portões fechados, mas estava sendo difícil concentrar nos jogos e felizmente, após protestos, a competição foi paralisada", completou Samudio.

Por fim, ele disse que pretendia voltar ao Paraguai, mas, por duas razões, decidiu ficar na Turquia.

"Conversei com os diretores para ver se eu poderia retornar para o Paraguai, mas é impossível porque tenho que entrar em quarentena e se o campeonato recomeçar a partir daí, não estaria lá. Eu também não quero expor minha família, então fico em casa fazendo meus exercícios", finalizou.

Na Turquia até o momento, os números chegam a 1529 casos e 37 mortes pelo COVID-19.