Scaloni define Argentina para encarar Alemanha com Lautaro e Dybala

Lautaro recebe a oportunidade após se destacar no amistoso anterior da Argentina, a goleada por 4 a 0 sobre o México

por Agência Estado

Campinas, SP, 08 - A seleção da Argentina está definida para enfrentar a Alemanha, nesta quarta-feira, às 15h45 (horário de Brasília), em Dortmund. Sem contar com o craque Messi, o técnico Lionel Scaloni testou uma dupla de ataque composta por Lautaro Martínez e Dybala no treinamento da véspera da disputa do amistoso.

OPORTUNIDADE

Lautaro recebe a oportunidade após se destacar no amistoso anterior da Argentina, a goleada por 4 a 0 sobre o México, quando marcou três gols nos 45 minutos iniciais.

E terá a companhia no ataque de Dybala, a quem enfrentou no último fim de semana pelo Campeonato Italiano - cada um marcou uma vez no triunfo da Juventus por 2 a 1 sobre a Inter de Milão.

O atacante na preparação para o jogo contra a Alemanha. (Foto: Divulgação /  Argentina AFA)
O atacante na preparação para o jogo contra a Alemanha. (Foto: Divulgação / Argentina AFA)

TITULAR

Como esperado, Marchesín será o goleiro titular da Argentina.

Já que Andrada e Armani, de Boca Juniors e River Plate, respectivamente, não foram convocados, por estarem envolvidos na disputa das semifinais da Copa Libertadores pelos seus clubes.

RECUPERADO

Recém-recuperado de lesão, Foyth será o lateral-direito titular, com Rojo compondo a dupla de zaga com Otamendí. E Roberto Pereyra e Angel Correa vão compor o meio-campo com Paredes e De Paul, titulares absolutos com Scaloni.

ESCALAÇÃO

Assim, a Argentina vai entrar em campo com a seguinte escalação: Marchesín; Foyth, Otamendi, Rojo e Tagliafico; Roberto Pereyra, Paredes, De Paul e Angel Correa; Lautaro Martínez e Dybala.

TESTE IMPORTANTE

Com a escalação definida, o treinador destacou que o amistoso será um importante teste para definir o grupo que disputará as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022.

"Encaramos as duas partidas como teste, porque é a última vez em que tomaremos decisões para depois consolidar o grupo", disse Scaloni, em referência ao amistoso de domingo contra Equador, em Alicante.