Uefa pune times da Sérvia e Bulgária por comportamento racista de torcedores

Comitê de Controle, Ética e Disciplina anunciou nesta segunda-feira punições ao Partizan Belgrado e ao Lokomotiv Plovdiv

por Agência Estado

Campinas, SP, 12 - O Comitê de Controle, Ética e Disciplina da Uefa anunciou nesta segunda-feira punições ao Partizan Belgrado, da Sérvia, e ao Lokomotiv Plovdiv, da Bulgária, por causa de incidentes racistas ocorridos em partidas das fases preliminares da Liga Europa na última semana.

O Partizan Belgrado terá de disputar duas partidas por competições europeias como mandante com os portões fechados por causa do comportamento racista de torcedores durante a vitória por 3 a 1 sobre o Malatyaspor, da Turquia, no jogo de ida da terceira fase preliminar da Liga Europa. A punição também se deu por lançamento de objetos no gramado, uso de fogos de artifícios pelos torcedores e escadas bloqueadas nas arquibancadas.

O Comitê de Controle, Ética e Disciplina da Uefa anunciou punição ao Partizan Belgrado, da Sérvia
O Comitê de Controle, Ética e Disciplina da Uefa anunciou punição ao Partizan Belgrado, da Sérvia
A pena imposta ao Lokomotiv Plovdiv foi menor. No seu caso, o clube búlgaro precisará jogar com parte do estádio fechado no seu próximo compromisso como mandante após torcedores apresentarem comportamento racista durante a derrota por 1 a 0 para o francês Strasbourg.

O órgão gestor do futebol europeu também determinou que no setor fechado do estádio, o Lokomotiv Plovdiv exiba um banner da Uefa com o logotipo da entidade e a mensagem "Jogo igual".

Os jogos de volta desses confrontos, ambos com os times punidos como visitantes, serão disputados na próxima quinta-feira.