Gerardo Martino substitui Juan Carlos Osorio como novo técnico do México

"É uma das seleções que mais evoluiu nos últimos tempos e sempre vai à segunda fase da Copa do Mundo", afirmou

por Agência Estado

Campinas, SP, 07 - A Federação Mexicana de Futebol encerrou o mistério e confirmou nesta segunda-feira a contratação do técnico Gerardo Martino para o comando da seleção nacional. O argentino chega para substituir o ex-são-paulino Juan Carlos Osorio, que levou o México às oitavas de final da Copa do Mundo do ano passado, caindo diante do Brasil.

O nome de Martino já era dado como praticamente certo pela imprensa mexicana, mas somente nesta segunda foi confirmado. A negociação estava encaminhada, mas a federação esperava o fim da disputa da Major League Soccer (MLS, principal campeonato norte-americano de futebol), em que o treinador foi campeão com o Atlanta United, em dezembro. Imediatamente após o anúncio, ele foi apresentado oficialmente e comentou a expectativa diante deste novo desafio.

"Meu compromisso é trabalhar com todo o esforço para fazer uma seleção do México melhor. É uma das seleções que mais evoluiu nos últimos tempos e sempre vai à segunda fase da Copa do Mundo. Isso marca um pouco o processo", considerou.

Gerardo Martino substitui Juan Carlos Osorio como novo técnico do México
Gerardo Martino substitui Juan Carlos Osorio como novo técnico do México
Martino tem no currículo passagens por Cerro Porteño, Newell's Old Boys e Seleção Paraguaia, mas ganhou destaque por ter comandado o Barcelona de Lionel Messi, onde decepcionou na temporada 2013/2014, e a Seleção Argentina, conseguindo dois vices continentais entre 2014 e 2016.

Ele será o terceiro argentino a treinar o México, repetindo o que fizeram César Luis Menotti, entre 1991 e 1992, e Ricardo La Volpe, de 2002 a 2006. Como seus antecessores, Martino terá a missão de levar a seleção além das oitavas de final de uma Copa, o que só aconteceu em 1970 e 1986, quando o país sediou o torneio e parou nas quartas de final.

"Sei qual é a inquietude de vocês e do povo a respeito de onde deveriam chegar, mas não quero deixar de mencionar, porque passei por outros lugares, e de valorizar o fato de jogar sistematicamente as oitavas de final. Às vezes, os resultados se dão por obra da casualidade, mas o que queremos é uma equipe com uma ideia de jogo que esteja a vista de todos. E se conseguirmos isso, o objetivo estará mais próximo", considerou.

O México esperava o fim do compromisso de Martino com o Atlanta United para finalmente contratá-lo. Enquanto isso, foi comandado interinamente pelo brasileiro Ricardo Ferretti em seis amistosos, tendo perdido cinco deles e vencido apenas um.

 
 
" />