Presidente da AFA confirma Scaloni no comando da Argentina até a Copa América

O dirigente confirmou a permanência do treinador para este primeiro semestre do próximo ano durante uma assembleia

por Agência Estado

Campinas, SP, 29 - O presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Claudio Tapia, anunciou nesta quinta-feira que vai promover a continuidade do técnico Lionel Scaloni à frente da seleção argentina pelo menos até a Copa América, que será realizada no Brasil entre 14 de junho e 7 de julho de 2019.

O dirigente confirmou a permanência do treinador para este primeiro semestre do próximo ano durante uma assembleia extraordinária da entidade, em Ezeiza, na Grande Buenos Aires. "É importante saber o que queremos para todas as nossas seleções. Temos visto o trabalho de Lionel Scaloni e, em consequência, vamos lhe oferecer a sua continuidade até a Copa América", disse Tapia, em declaração reproduzida pela AFA no Twitter.

Presidente da AFA confirma Scaloni no comando da Argentina até a Copa América
Presidente da AFA confirma Scaloni no comando da Argentina até a Copa América
Apesar de ter dito que fará a proposta de continuidade ao treinador, já é certo que o mesmo aceitará a oferta para seguir comandando a seleção argentina, mas agora como técnico efetivo. Ele vinha desempenhando a função de interino desde a demissão de Jorge Sampaoli, ocorrida em julho passado.

Ao justificar a opção por efetivar Scaloni pelo menos até a Copa América, Tapia enfatizou que a Argentina "vem ganhando identidade" e que "todos viram que houve uma evolução do primeiro jogo para o último jogo" do treinador neste período em que dirigiu o time nacional neste período pós-Copa do Mundo.

COMEÇO BOM
No Mundial realizado na Rússia, a Argentina sofreu muito para passar pela fase de grupos e foi eliminada pela França nas oitavas de final. Depois da competição, o time nacional acumulou quatro vitórias, uma derrota e um empate em seis amistosos. O único revés ocorreu justamente diante do Brasil, por 1 a 0, em outubro, na Arábia Saudita.

Nos outros duelos neste período, os argentinos empataram por 0 a 0 com a Colômbia, bateram a Guatemala (3 a 0), o Iraque (4 a 0) e por duas vezes o México (nas duas ocasiões por 2 a 0).

 
 
" />