André Silva e Piatek surpreendem astros e lideram artilharia na Europa

O português já soma sete gols, enquanto o polonês tem um gol a mais, todos por competições nacionais

por Agência Estado

Campinas, SP, 06 (AFI) - Quando os campeonatos Espanhol e Italiano começaram, os nomes de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo eram facilmente citados como os favoritos para terminar suas respectivas competições no topo da artilharia. No entanto, André Silva e Krzysztof Piatek, atacantes até então pouco badalados, parecem estar disposta a desafiar os craques que por mais de uma década vêm quebrando recordes de gols.

Contratado pelo Milan junto ao Porto por 38 milhões de euros (R$ 180 milhões) em 2017, o português André Silva, de 22 anos, não conseguiu corresponder em sua primeira temporada na Itália. Foram apenas dez gols em 40 jogos e diversas cobranças públicas do técnico e ídolo do clube Gennaro Gattuso. O treinador não pensava duas vezes em reclamar dos erros de finalização e da leitura de jogo do seu comandado. Ele acabou sendo emprestado ao Sevilla.

"Não tenho resposta para o que aconteceu no ano passado. Sei que agora me sinto bem e que tenho vontade de fazer mais gols e ganhar mais jogos", explicou o português à rádio do Sevilla, clube pelo qual fez sete gols nas sete primeiras rodadas e que ocupa a terceira posição do Espanhol. "Eu não esperava marcar sete gols, não imaginei tudo isso! Eu me sinto bem em campo e fora dele. Tenho de agradecer aos meus companheiros e técnico (Pablo Machín)."

Muito questionado sobre a decisão de se desfazer do jovem jogador, mesmo que por empréstimo, Gattuso se defendeu. "Já sei que o André Silva é decisivo em Sevilla, mas foi ele que decidiu ir embora, ninguém o expulsou", garantiu o chefe.

Quem também vem impressionando na Europa é o polonês de nome difícil Krzysztof Piatek, de 23 anos. Visto como sucessor de seu compatriota Robert Lewandowski, o atacante chegou sem alarde ao Genoa e já fez oito gols em seis rodadas do Italiano, um recorde para um estreante que durava desde a temporada de 1949/1950, alcançado por Karl Aage Hansen, da Atalanta. O feito o coloca como principal artilheiro entre as cinco ligas de destaque do continente - Inglaterra (Hazard, tem seis gols), Espanha (André Silva, sete), França (Neymar, sete) e Portugal (Dyego Sousa, cinco). Pela Copa da Itália, foram outros quatro gols, todos na partida contra o Lecce.

Graças ao bom início do atacante, comprado por 4 milhões de euros (R$ 17,9 milhões) junto ao Cracovia, o Genoa ocupa a sexta posição do Nacional. "Piatek é extraordinariamente bom. Não é aquele atacante que marca e pensa apenas no gol. Faz muito para os colegas de equipe dando opção de jogo e ajuda quando eles têm de se defender. Ele é um atacante moderno e um jogador com qualidades incomuns na frente", elogiou o técnico do time genovês, Davide Ballardini.

Todos esses gols fizeram crescer o interesse dos gigantes europeus ao centroavante. Atlético de Madrid, Chelsea, Bayern de Munique, Juventus e Barcelona estariam interessados no polonês.

"Claro que estou muito feliz (com o desempenho de Piatek). Nós sabíamos que ele tinha potencial e que nasceu com talento, mas eu não podia esperar que seria tão bom assim. Se ele está se transferindo em janeiro? É uma loucura pensar sobre isso. Ele está reembolsando nosso investimento, mas nós também sabemos que existem empresários o observando", disse o presidente do Genoa, Enrico Preziosi, à imprensa italiana.

 
 
" />