'Vencer o Brasil numa Copa será memória incrível para futebol belga', diz técnico

Para o treinador, a atuação da seleção brasileira no segundo tempo valorizou a vitória belga

por Agência Estado

Campinas, SP, 06 - O técnico da Bélgica, Roberto Martínez, não escondeu a empolgação logo após a vitória da sua seleção sobre o Brasil, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Para o treinador, o triunfo por 2 a 1, em Kazan, será uma "memória incrível" para o futebol belga pelos próximos anos.

"Vencer o Brasil numa Copa do Mundo certamente será uma memória incrível que vai ficar do nosso futebol e certamente vai marcar as próximas gerações", disse o treinador, em entrevista à TV Globo. "É incrível, realmente incrível", afirmou, ao comemorar a vaga na semifinal.

Para o treinador, a atuação da seleção brasileira no segundo tempo valorizou a vitória belga. "Eles demonstraram uma fineza, uma qualidade, eles não aceitavam [a derrota], não estavam se sentindo derrotados, eles fizeram alguma coisa especial", comentou, antes de exaltar a performance da sua equipe. "Esses garotos merecem realmente todo o reconhecimento. Na Bélgica, todos devem estar muito orgulhosos."

'Vencer o Brasil numa Copa será memória incrível para futebol belga', diz técnico
'Vencer o Brasil numa Copa será memória incrível para futebol belga', diz técnico
FOI BEM NAS MUDANÇAS
Martínez mandou a seleção belga a campo nesta sexta com duas mudanças. Sacou Carrasco e colocou Chadli para melhorar a recomposição no lado esquerdo. E escalou Fellaini no lugar de Mertens, um tanto apagado nos últimos jogos, para reforçar o meio-campo.

"Taticamente, eu nunca perdi um jogo por decisões táticas", disse o técnico, após o jogo. "E os jogadores aceitaram isso, eles mudaram de posição tática e conseguiram tirar o melhor disso. Sempre damos oportunidades aos jogadores e eles aproveitaram isso", festejou. "Vamos garantir que, na semifinal, continuaremos juntos e tão bons quanto conseguimos ser até agora."

Classificada às semifinais, a Bélgica voltará a campo na terça-feira para enfrentar a França, que eliminou o Uruguai também nesta sexta. O jogo terá início às 15 horas (horário de Brasília), em São Petersburgo.

 
 
" />