Guardiola rebate acusações de racismo de Yaya Touré: 'Ele sabe que não sou'

Na última terça-feira, Yaya Touré contou à revista France Football que Guardiola teve problemas "com os jogadores de cor"

por Agência Estado

Campinas. SP, 10 - Treinador do Manchester City, o espanhol Pep Guardiola rebateu neste domingo as acusações de racismo feitas pelo marfinense Yaya Touré, jogador dirigido por ele tanto no clube inglês quanto no Barcelona. "Ele sabe que não sou (racista)", disse o treinador, em entrevista à televisão espanhola TV3.

"O que você quer que eu faça? Estivemos juntos por dois anos, ele teve 365 dias e depois outros 365 dias para expressar seus sentimentos", disse o treinador espanhol. "Não é importante, nada acontece", acrescentou.

Guardiola rebate acusações de racismo de Yaya Touré: 'Ele sabe que não sou'
Guardiola rebate acusações de racismo de Yaya Touré: 'Ele sabe que não sou'
Reserva do Manchester City há duas temporadas, desde a chegada de Pep Guardiola ao comando da equipe, o volante de 35 anos afirmou que o técnico sentia "ciúmes" dele. Na última terça-feira, Yaya Touré contou à revista France Football que Guardiola teve problemas "com os jogadores de cor".

"Ele finge não ter nenhum porque ele é inteligente demais para ser pego. Ele nunca vai admitir isso. Mas no dia em que ele escalar uma equipe com cinco africanos não naturalizados, te prometo que lhe enviarei um bolo", frisou Yaya Touré, em tom irônico.

"Eu tentei entender. Eu até perguntei em voz baixa sobre minhas estatísticas aos preparadores físicos. E quando eu percebi que elas eram tão boas ou melhores, tanto no treino como no jogo, do que daqueles que jogavam e eram mais novos que eu, eu entendi que não era uma questão física", disparou o marfinense.

O atleta vai deixar o Manchester City no final deste mês, depois de oito temporadas no clube. Na última, jogou apenas 17 vezes com Pep Guardiola, para um total de 319 partidas com a camisa do time de Manchester.

 
 
" />