Roberto Mancini deixa o Zenit e fica próximo da seleção italiana

Mancini é a principal aposta para reerguer a seleção italiana, que ficou de fora da Copa do Mundo da Rússia

por Agência Estado

Campinas, SP, 13 (AFI) - O Zenit informou neste domingo que chegou a um acordo para rescindir o contrato com Roberto Mancini. A expectativa, assim, é de que o treinador assumirá ainda neste mês o comando da seleção italiana.

"Zenit e Roberto Mancini chegaram a um acordo mútuo. O jogo de hoje (domingo, contra o SKA Khabarovsk, vencido pelo Zenit por 6 a 0) foi o seu último pelo Zenit", explicou o clube russo nas mídias sociais.

A informação de que o técnico poderia assumir a seleção veio da própria Federação Italiana de Futebol (FGCC, na sigla em italiano) no início de maio. Presidente interino da entidade, Roberto Fabbricini disse que Mancini estava "aberto a deixar o Zenit", previsão que se concretizou neste domingo.

Mancini é a principal aposta para reerguer a seleção italiana, que ficou de fora da Copa do Mundo da Rússia, em um dos maiores vexames de sua história. A confirmação do novo treinador deve ser feita em 20 de maio, segundo a federação italiana.

À espera da oficialização, a seleção italiana tem sido treinada interinamente por Luigi Di Biagio, técnico da seleção sub-21. Gian Piero Ventura foi demitido em novembro do ano passado após o vexame de não ter conseguido levar a Itália ao Mundial pela primeira vez em 60 anos.

Roberto Mancini tem como principais trabalhos as passagens pela Internazionale, com a qual venceu o Campeonato Italiano três vezes seguidas, e pelo Manchester City, que conduziu ao título do Campeonato Inglês na temporada de 2011/2012.

 
 
" />