Com seleção em má fase, Japão demite técnico dois meses antes de estreia na Copa

Por meio de comunicado, a entidade também confirmou que o treinador bósnio foi imediatamente substituído por Akira Nishino

por Agência Estado

Campinas, SP, 09 - A Associação de Futebol de Japão (JFA, na sigla em inglês) anunciou oficialmente nesta segunda-feira a demissão do técnico Vahid Halilhodzic, que não resistiu ao momento ruim vivido pela seleção do país. A decisão foi tomada pouco mais de dois meses antes da estreia do time nacional na Copa do Mundo, contra a Colômbia, no dia 19 de junho, em Saransk, na Rússia.

Por meio de comunicado, a entidade também confirmou que o treinador bósnio foi imediatamente substituído por Akira Nishino, o atual diretor-técnico da JFA, que tentará fazer os japoneses reencontrarem o caminho das vitórias visando a disputa do sexto Mundial consecutivo com a presença do país.

Ao justificar a demissão, o presidente da JFA, Kozo Tashima, citou problemas de "comunicação" do comandante com os jogadores e disse que os atletas da seleção também perderam a confiança em Halilhodzic. "Isso se tornou uma situação urgente", ressaltou o dirigente.

Com seleção em má fase, Japão demite técnico dois meses antes de estreia na Copa
Com seleção em má fase, Japão demite técnico dois meses antes de estreia na Copa

Tashima destacou ainda que a entidade "não teve outra escolha" que não fosse promover algum membro que já fazia parte da entidade para o cargo, tendo em vista o fato de que a Copa do Mundo está muito próxima de começar. "Achamos que o treinador deveria ser alguém que tenha visto esta seleção mais de dentro da nossa associação", disse.

Em seis participações em Copas do Mundo, o Japão só passou da fase de grupos por duas vezes, sendo que nestas duas ocasiões foi eliminado nas oitavas de final. Isso ocorreu em 2002, sob o comando do francês Philippe Troussier, e depois em 2010, com Takeshi Okada à frente da equipe nacional.

Escolhido para substituir Halilhodzic, Nishino já dirigiu a equipe japonesa do Gamba Osaka e também a seleção olímpica do seu país nos Jogos de Atlanta, em 1996. "Tomamos esta decisão porque eu acho que com ela poderíamos aumentar as chances de a seleção vencer, mesmo que se torne só um pouco mais vencedora", disse Tashima.

Demitido após ter sido contratado em março de 2015, menos de um ano após levar a Argélia às oitavas de final da Copa de 2014, Halilhodzic caiu agora no Japão depois de ter amargado um empate por 1 a 1 com o Mali e uma derrota por 2 a 1 para a Ucrânia, no final do mês passado, em amistosos de preparação para o próximo Mundial.

 
 
" />