Rússia confirma que jogadores são investigados por doping pela Fifa

País, que será a sede da Copa de 2018, passou por escândalos de doping recentes, em outros esportes. Agora, foi a vez do futebol

por Agência Estado

Campinas, SP, 08 - O governo da Rússia confirmou nesta quinta-feira que dois jogadores do país estão sendo investigados pela Fifa por doping, sendo um deles com passagem pela seleção nacional, o zagueiro Ruslan Kambolov, hoje no Rubin Kazan.

O vice-primeiro-ministro da Rússia Vitaly Mutko, que supervisiona os preparativos do país para a Copa do Mundo, afirmou à agência de notícias estatal Tass que foi informado pela Fifa sobre a investigação envolvendo Kambolov.

Ruslan Kambolov atuando pelo Rubin Kazan (Foto: Divulgação)
Ruslan Kambolov atuando pelo Rubin Kazan (Foto: Divulgação)
Kambolov atou em duas oportunidades pela seleção russa, sendo uma em 2015 e outra em junho de 2017, em amistoso contra o Chile. Mas Mutko assegurou que o caso "não possui relação com a seleção nacional".

A Fifa explicou a Mutko que o defensor Ivan Knyazev, com passagem pela seleção sub-21 da Rússia e hoje no Ural Yekaterinburg, também é alvo da investigação. Ambos os jogadores "apresentaram evidências e veremos aonde vai dar isso", disse o dirigente.

Questionado sobre os casos de Kambolov e Knyazev, a Fifa disse que "não pode comentar sobre o que está ou não investigando em relação a indivíduos", evitando confirmar as informações repassadas por Mutko.

Anteriormente, havia sido informado que a Fifa abriu uma investigação por doping no futebol russo no qual estariam implicados 11 jogadores, de acordo com informações do relatório produzido por Richard McLaren para a Agência Mundial Antidoping. Agora, então, o caso está restrito a Kambolov e Knyazev.