Veja que países estariam classificados hoje para uma Copa com 48 seleções

Já é possível pelo menos imaginar quais equipes poderão disputar o Mundial a partir de 2026

por Goal.com

Campinas, SP, 10 - As mudanças que a Fifa pretende fazer na Copa do Mundo, que aumentaria o número de seleções participantes para 48, só vão valer a partir da edição de 2016. Se valessem já para a Copa de 2018, algumas seleções estariam muito tranquilas nas Eliminatórias.

A Conmebol receberia seis vagas diretas e uma na repescagem. Hoje Brasil, Uruguai, Equador, Chile, Argentina e Colômbia ficariam entre os classificados. O Paraguai está em sétimo e ainda teria chance. Peru, Bolívia e Venezuela seriam os eliminados.

Para Europa haveria 16 vagas. Atualmente as Eliminatórias tem seleções divididas em nove grupos, sendo que os líderes de cada um conquistam vaga direta. Hoje eles são: França, Suíça, Alemanha, Irlanda, Polônia, Inglaterra, Espanha, Bélgica e Croácia. Teoricamente os sete melhores segundos completariam a lista: Itália, Grécia, Portugal, Sérvia, Ucrânia, Eslovênia e Irlanda Norte. Ou seja, mesmo com o aumento de vagas, a tradicional Holanda e País de Gales, de Gareth Bale, ficariam fora.

Veja que países estariam classificados hoje para uma Copa com 48 seleções
Veja que países estariam classificados hoje para uma Copa com 48 seleções
Na Oceania continuaria com apenas uma vaga. Hoje a Nova Zelândia tem a melhor pontuação, mas precisa jogar uma final contra o Taiti para definir sua sorte.

Na África a mudança pode ser grande, com nove vagas diretas e uma na repescagem. Os classificados hoje seriam República Democrática do Congo, Costa do Marfim, Burkina Faso, Nigéria, Egito, Tunísia, Camarões, África do Sul e Uganda. A vaga na repescagem ficaria com Marrocos.

Na Ásia o aumento de vagas também deve ser grande, com oito seleções classificadas e mais uma vaga na repescagem. Hoje entrariam Irã, Árabia Saudita, Coreia do Sul, Uzbequistão, Austrália, Síria e Emirados Árabes Unidos. Sede da Copa do Mundo de 2022, o Catar iria para repescagem.

A Concacaf passaria a ter mais que o dobro do número de classificados. Então México, Estados Unidos, Panamá, Costa Rica, Honduras e Trinidad e Tobago ficariam com as vagas. E Guatemala, que hoje já está sem chances para ir ao Mundial de 2018, iria ao menos para repescagem.

aaa