Clubes do Acre pedem dinheiro ao Governo e ameaçam não disputar a Série D

Elison Azevedo e coronel Edener Franco, presidentes do Atlético e do Galvez, entregarão um documento ao Governo do Acre

por Agência Futebol Interior

Rio Branco, AC, 02 (AFI) - Todo ano, a Série D do Campeonato Brasileiro vive momentos de incertezas por conta dos seus participantes. A pandemia de Covid-19 aumentou o temor em relação a possíveis desistências. Galvez e Atlético colocaram a "faca no pescoço" do Governo do Acre em busca de ajuda financeira.

Fora da Copa do Brasil, os clubes deixaram de fazer receita. A falta de torcedores nas arquibancadas por conta da pandemia também minguou ainda mais os cofres. Sem falar na falta de patrocinadores. Tudo isso levou a Galvez e Atlético ameaçar não disputar a Série D.

Em busca de receita. (Foto: Odair Leal/Secom)
Em busca de receita. (Foto: Odair Leal/Secom)
Elison Azevedo e coronel Edener Franco, presidentes do Atlético e do Galvez, entregarão um documento ao Governo do Acre para tentar sensibilizar o poder público e, de quebrar, ganhar um trocado para disputar a Série D. A dupla quer cerca de R$ 1 milhão para montar o elenco.

Atlético-AC e Galvez estão no Grupo A1 da Série D, ao lado de Castanhal-PA, Fast-AM, Penarol-AM, São Raimundo-RR, Ypiranga-AP e um integrante que virá da preliminar (Gas-RR ou Santana-AP).