Luto! Morre ex-volante do Guarani que fez sucesso em Sergipe

Chico Cagnani, que marcou época no Itabaiana, faleceu na manhã deste domingo, em Poços de Caldas

por Agência Futebol Interior

Poços de Caldas, MG, 22 (AFI) – Mais um jogador de destaque no futebol brasileiro dos anos 1970 falece em 2020. Morreu na manhã deste domingo, em Poços de Caldas, o ex-cabeça de área Chico Cagnani, que fez sucesso com a camisa do Itabaiana.

Batizad Francisco Antônio de Oliveira Cagnani, o jogador chegou a ser campeão sergipano pela Itabaiana e participou da primeira que a equipe sergipana disputou o Campeonato Brasileiro.

Revelado pela Caldense e sobrinho do lendário zagueiro Mauro Ramos de Oliveira, Chico Cagnani chegou ao Guarani em 1971, mas encontrou dificuldade para ser titular da equipe bugrina em razão da titularidade de Flamarion.

Em pé: Carlos, Amaral, Marcos, Bô, Laone Luz e Ricardo Cascorão, Agachados: Nino, Chico Cagnani, Luizão, Valmir e Ednaldo Risadinha.
Em pé: Carlos, Amaral, Marcos, Bô, Laone Luz e Ricardo Cascorão, Agachados: Nino, Chico Cagnani, Luizão, Valmir e Ednaldo Risadinha.

Ainda assim, em 1972, participou da excursão do time bugrino para a Europa. Excursão marcante pois o Guarani fez um papel de destaque, voltando invicto daquela participação em terras europeias.

Sem maiores espaços para ser titular do time bugrino, Chico Cagnani começou a ser negociado e esteve no Velo Clube, de Rio Claro, Vila Nova-GO e Itabaiana, para onde foi levado pelo treinador Daltro Menezes, que o conhecia dos tempos de Guarani.

Depois de encerrar a carreira, Chico Cagnani radicou-se em Poços de Caldas, no interior de Minas Gerais, onde mantinha uma concorrida oficina mecânica. Cagnani também ia constantemente aos jogos da Caldense.

O corpo do jogador está sendo velado em Poços de Caldas e será enterrado em cerimônia restrita aos familiares.