Campeão brasileiro no Santos critica chegada de técnicos estrangeiros: 'Decepcionado'

"Acho que hoje virou moda trazer estrangeiro de treinador..Isso aqui está ficando um reduto de argentino, espanhol, português...", diz

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 28 (AFI) - Sem atuar como treinador desde 2012, quando teve uma breve passagem pelo São Caetano, Emerson Leão criticou a chegada de técnicos estrangeiros no futebol brasileiro. Cabe destacar que os atuais três primeiros colocados do Brasileirão vêm de fora: Eduardo Coudet, no Internacional; Domènec Torrent, no Flamengo; e Jorge Sampaoli, no Atlético-MG.

"Eu estou decepcionado, mas decepcionado muito com o Brasil em relação aos treinadores. Acho que hoje virou moda trazer estrangeiro de treinador..Isso aqui está ficando um reduto de argentino, espanhol, português, não que eles não mereçam, mas estamos esquecendo nossa origem…”, disse em entrevista, na tarde desta terça-feira (27), ao Fox Sports Rádio.

Emerson Leão
Emerson Leão
“Eu sou contrário a massificação do estrangeiro, a gente vai ter que mudar de idioma. Desculpa o meu desabafo, eu me afastei, porque, eu vejo uma falta de respeito com a classe dos treinadores”, completou.

Ídolo do Palmeiras e campeão mundial com a Seleção Brasileira, em 1970, como goleiro, Emerson Leão teve uma carreira vitoriosa como treinador.

Além de ter dirigido a Seleção, conquistou, entre outros, o Brasileirão de 2002 e a Copa Conmebol de 1998 pelo Santos, a Copa Conmebol de 1997 pelo Atlético-MG, o Pernambucano de 2000 pelo Sport e o Paulistão de 2005 pelo São Paulo.