De Bruno a Ronaldinho e Romário, confira a seleção dos atletas que já foram presos

Piá foi preso recentemente, enquanto o goleiro Bruno está no semiaberto; Ronaldinho na prisão domiciliar

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 26 (AFI) - Nem sempre os jogadores de futebol foram exemplos fora de campo. Alguns insistiram nos erros, outros aprenderam com eles, alguns nem tanto. O Futebol Interior, então, resolveu montar uma seleção daquelas atletas que já foram presos e os motivos são muitos. Veja abaixo.

Goleiro Bruno revoltou os torcedores nas redes sociais
Goleiro Bruno revoltou os torcedores nas redes sociais
Goleiro: Bruno

Bruno foi preso em 2010, acusado de matar Elisa Samudio. Hoje está em regime semiaberto e teria uma proposta para defender algum clube do Rio de Janeiro.

Lateral: Régis

Ex-lateral de São Bento e São Paulo foi presto em 2019 por resistência à prisão, porte ilegal de drogas e embriaguez ao volante. Ele vinha fazendo tratamento por uso de drogas.

Zagueiro: Breno

Breno foi preso em 2012, culpado de incendiar sua própria casa na Alemanha. Livre, ele atua pelo Vasco da Gama.

Zagueiro: Cacá

Grata revelação do Cruzeiro, Cacá foi preso em 2019 por ser flagrado com maconha na região da Pampulha. Segue na Raposa.

Lateral: César

Um dos grandes nomes do São Caetano, César foi preso por assalto à maõ armada em uma emboscada envolvendo o Juventus da Mooca. Ele chegou a ficar no carandiru e foi para o regime semiaberto em 1999.

Volante: Freddy Rincón

ídolo do Corinthians, Rincón foi preso em 2007, acusado de lavagem de dinheiro. Ele conseguiu provar sua inocência posteriormente.

Meia: Piá

Piá foi em maio preso pela quarta vez por furto de caixa eletrônico. ídolo da Ponte, passou também por Santos e Corinthians.

Meia: Ronaldinho Gaúcho

Ronaldinho Gaúcho foi o preso mais badalado de 2020. Ele está em prisão domiciliar no Paraguai por uso de documentos falsos. A polícia investiga também lavagem de dinheiro.

Ronaldinho é preso mais badalado de 2020
Ronaldinho é preso mais badalado de 2020
Atacante: Viola

Viola foi preso em 2012 por descumprir uma ordem judicial e ameaçar sua ex-mulher. O atacante marcou época no Corinthians.

Atacante: Jobson

Jobson foi preso em 2018, acusado de estupro. Recentemente acertou com o União Cacoalense, de Rondônia.

Atacante: Romário

Hoje senador, Romário foi preso em 2009 por não pagar pensão alimentícia.

Técnico: Cuca

Em 1987, ainda como jogador, Cuca foi acusado de estupro na Suíça e chegou a ficar preso por 28 dias no país