CBF "poupa" Copa do Nordeste e presidente assume luta contra expansão do coronavírus

Paralisação de torneio precisa de acerto com liga dos clubes

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 15 - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou neste domingo que decidiu suspender por tempo indeterminado todas as competições sob sua organização que estão em andamento. A medida, tomada para evitar a propagação do coronavírus, entrará em vigor nesta segunda-feira.

As seguintes competições serão afetadas pela decisão da CBF:

Copa do Brasil,

Campeonatos Brasileiros Femininos das Séries A-1 e A-2,

Campeonato Brasileiro Sub-17 e

Copa do Brasil Sub-20.

A Copa do Brasil, por exemplo, teve na última semana a rodada de ida da terceira fase e teria nesta semana jogos da rodada de volta.

PRESIDENTE EXPLICA
"Sabemos e assumimos a responsabilidade do futebol na luta contra a expansão do Covid-19 no Brasil", afirmou o presidente da CBF, Rogério Caboclo, em declarações publicadas no site oficial da entidade.

Dirigentes vinham dizendo que não havia a necessidade de suspender campeonatos, mas repentinamente mudaram de ideia.

A decisão da CBF abrange apenas as competições de nível nacional. No comunicado que emitiu neste domingo, a entidade afirmou que respeita a autonomia das federações estaduais e que, portanto, cada uma delas é livre para decidir o que fazer com seus torneios.

CBF entra direito na luta contra o coronavírus
CBF entra direito na luta contra o coronavírus
REUNIÃO NA FEDERAÇÃO PAULISTA

Na manhã desta segunda-feira, dirigentes dos clubes que disputam o Campeonato Paulista vão se reunir com o comando da Federação Paulista de Futebol (FPF) para tomar uma decisão sobre a competição.

O mesmo vai ocorrer com as agremiações do Rio de Janeiro e a federação local (Ferj), que também vão promover um encontro nesta segunda pela manhã.

TUDO DEVE PARAR
Uma coisa é certa: depois do anúncio feito neste domingo pela CBF, é muito pouco provável que essas entidades tomem um rumo diferente e decidam manter os seus eventos em andamento.

Por fim, a CBF diz que "seguirá em permanente contato com o Ministério da Saúde, unindo esforços para que o país e o esporte superem o grande desafio em relação à pandemia, torcendo para que, o quanto antes, possamos voltar à normalidade".