LUTO: Morre no Rio de Janeiro um dos principais nomes de imprensa esportiva

Nos últimos anos Sérgio Noronha vinha sofrendo de Alzheimer e fazia cerca de uma semana que estava hospitalizado

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 24 (AFI) - A crônica esportiva do Brasil perdeu nessa sexta-feira um de seus personagens principais: morreu Sérgio Noronha, lendário comentarista que marcou época no Rio de Janeiro, inclusive sendo o principal comentarista da Rede Globo de Televisão nos anos 1970/80. Sérgio Noronha tinha 87 anos e será enterrado nesse sábado.

Nos últimos anos Sérgio Noronha vinha sofrendo de Alzheimer e fazia cerca de uma semana que estava hospitalizado. Nessa sexta-feira sofreu uma parada cardíaca e acabou falecendo.

NORONHA ESTAVA VIVENDO EM UM ASILO

Sérgio Noronha faleceu nesta sexta-feira
Sérgio Noronha faleceu nesta sexta-feira
Sérgio Noronha estava morando no Retiro dos Artistas, uma casa de repouso destinada à artistas idosos ou com problemas de saúde no Rio de Janeiro.

Batizado Sérgio Barros de Noronha e nascido no Rio de Janeiro em 28 de dezembro de 1932, teve sua vida dedica à crônica esportiva onde trabalhou nos principais veículos de comunicação.

SÉRGIO NORONHA TRABALHOU EM TODAS AS MÍDIAS

Desde revistas como "O Cruzeiro" e "Señor", passando por jornais como "Jornal do Brasil", "Globo", "Última Hora" e vários outros, Sérgio Noronha tinha uma escrita qualificada, falava com leveza e segurança e tinha bastante conhecimento de futebol.

Sem nunca esconder sua paixão pelo Vasco, Noronha atingiu maior destaque nos anos 1970 quando passou a trabalhar na Rede Globo de Televisão, sendo o principal comentarista nos Copas de 1978 e 1982.

Depois passou a atuar no rádio, comentando futebol nas Rádios Globo e Tupi, sempre no Rio de Janeiro.

Com o aparecimento das tevês por assinatura, Sérgio Noronha foi um dos primeiros profissionais a atuar na Sport TV, sendo que um de seus últimos trabalhos foi na TV Bandeirantes.

Nos últimos anos estava triste e sem emprego, o que acabou levando a um quadro de depressão até ficar com Mal de Alzheimer.