Goleiro Bruno ganha autorização da Justiça para estrear em clube mineiro

Condenado pelo assassinato de Eliza Samudio, deve ir a campo pelo Poços de Caldas neste sábado

por Agência Futebol Interior

Poços de Caldas, MG, 02 - Anunciado como reforço do Poços de Caldas no fim de agosto, o goleiro Bruno deve fazer sua estreia neste sábado, em amistoso contra o Independente de Juruaia, no Bandolão. A Justiça concedeu nesta quarta-feira a autorização para que o jogador, condenado pelo assassinato de Eliza Samudio, possa atuar pelo time mineiro.

A situação de Bruno não é nada confortável para o Poços de Caldas, já que ele precisará pedir autorização a cada nova viagem. Na decisão atual, Bruno foi liberado para sair de Varginha, cidade onde mora atualmente, às 6 horas, com retorno previsto para, no máximo, 21 horas.

Foto: Divulgação / Poços de Calda
Foto: Divulgação / Poços de Calda
O caso é uma exceção às regras do regime semiaberto que o jogador cumpri, com obrigação de voltar para casa até as 20 horas. O plano inicial do Poços de Caldas era de realizar um amistoso com o União Mogi-SP no domingo, dia 6. Como a liberação foi antecipada em um dia, o clube mudou o planejamento e até o adversário.

CASO BRUNO
O camisa 1 está preso desde 2010 pelo assassinato de Eliza Samúdio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. No momento, ele está cumprindo pena no regime semiaberto em Varginha. Lá, chegou a defender o Boa Esporte por cinco partidas durante a temporada de 2017.