Adriano Imperador é acusado de ameaça após confusão em boate

O promoter Yuri Monteiro disse que o atacante tentou agredi-lo e registrou um B.O na 16ª DP

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 12 (AFI) - Longe dos gramados desde 2016 quando disputou apenas uma partida pelo Miami United-EUA, Adriano Imperador segue tendo seu nome envolvido em polêmicas. O atacante foi acusado de tentativa de agressão e ameaça na madrugada da última segunda-feira em uma boate.

A confusão teria acontecido na Vitrinni Lounge, na Barra. Em Boletim de Ocorrência registrado no 16º DP, o promoter Yuri Monteiro diz que quase foi agredido por Adriano Imperador, que ainda arremessou um copo e falou: "Eu vou te pegar. Não tem Maria da Penha para viado".

Adriano Imperador (ao centro) teria causado confusão em boate na madrugada de segunda-feira (Foto: Reprodução Instagram)
Adriano Imperador (ao centro) teria causado confusão em boate na madrugada de segunda-feira (Foto: Reprodução Instagram)
Yuri Monteiro acredita que a confusão aconteceu porque Adriano Imperador teria ciúmes da amizade do promoter com sua ex-namorada Micaela Mesquita, que também estava na boate. O atacante, através dos seu advogado, negou qualquer tentativa de agressão.

"Ele tentou me agredir, pediu para os seguranças me tirarem da boate. Nunca fiz nada contra ele. Não tem motivo para ele ter essa raiva de mim. Tudo foi por causa de ciúmes de uma ex-namorada. Estou me sentindo ameaçado e com medo de andar na rua", disse Yuri Monteiro ao EXTRA.

Apesar de não ter anunciado a aposentadoria de forma oficial, Adriano Imperador dificilmente vai retornar aos gramados. O atacante tem 37 anos e disputou apenas 20 partidas desde 2010, quando se destacou pelo Flamengo e foi para a Roma-ITA. Depois, teve passagens apagadas por Corinthians, Athletico-PR e Miami United-EUA.