Edilson Capetinha faz tatuagem com nome de Vampeta e tem prisão decretada no mesmo dia

O ex-jogador estaria devendo mais de R$ 100 mil em pensão alimentícia

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) – Edílson Capetinha chamou atenção nesta sexta-feira ao fazer uma tatuagem junto com o ex-companheiro de Corinthians e Seleção Brasileira Vampeta. Os dois gravaram os nomes um do outro na pele com tatuagens.

“Irmandade não é só fazer uma tatuagem e colocar o nome do outro, irmandade é nosso sentimento de amor um pelo outro”, escreveu Edilson nas redes sociais, postando uma foto que monstra as homenagens.

No entanto, nem tudo foi felicidade para o ex-atacante nesta sexta. Edilson teve a prisão decretada pela Segunda Vara da Família de Brasília, por falta de pagamento de pensão alimentícia.

Segundo o juiz Daniel Felipe Machado, o ex-jogador deve ficar preso por 30 dias ou até que pague o valor integral da dívida. Ao todo, Edilson estaria em débito de mais de R$ 100 mil de pensão alimentícia, o que já acarretou a prisão em outras ocasiões.

A defesa judicial do ex-jogador afirma que ainda não foi notificada oficialmente de tal decisão da Justiça e que não vai se pronunciar por enquanto. Ao que tudo indica, pela foto com Vampeta nas redes sociais, o Capetinha segue seu cotidiano normalmente.

 
 
" />