Paulo Foiani novamente no Cascavel "um dia vamos voltar pra lá"

Treinador estava no Sinop e voltará a comandar o clube paranaense em que obteve sucesso em 2014 e 2015

por Agência Futebol Interior

Cascavel, PR, 16 (AFI) - Paulo Foiani (foto) prometeu e cumpriu. O treinador deixou o Sinop recentemente e assumiu o comando do Cascavel. Esta será a segunda passagem dele pelo clube paranaense. Paulo Foiani esteve no Cascavel em 2014 e 2015 e fez sucesso por lá. Mesmo fora do clube, o treinador jamais esqueceu a passagem vitoriosa pelo time.

"A minha passagem pelo FC Cascavel foi vitoriosa, pois fomos campeões da divisão de acesso. E na primeira divisão fizemos uma boa campanha. Quando saí, permaneci acompanhando pelas redes sociais a evolução do clube. Sempre falava para minha esposa: ‘um dia vamos voltar pra lá’", disse ele.

O primeiro desafio de Paulo Foiani em sua volta ao FC Cascavel será alcançar o título da Taça FPF este ano e conquistar a vaga na Copa do Brasil em 2019.

“Tenho que tirar o máximo de cada atleta, trabalho muito e enquanto minha equipe não realiza dentro de campo as jogadas automaticamente não me dou por satisfeito. Sei dividir bem os momentos de bate-papo e os momentos de cobrança”, explicou Foiani.

E o treinador ganhou elogios do novo "chefe". "Foiani foi um grande treinador em Cascavel. Deixou uma boa imagem com a torcida, com a cidade e com a diretoria da época, que inclusive nos sugeriu o nome dele. Está voltando para dar sequência ao trabalho que iniciou em 2014. Ele é marcado aqui por ser um técnico vitorioso e que sabe trabalhar com a garotada”, elogia Valdinei Silva, presidente do FC Cascavel.

Mais do treinador:
Paulo Foiani teve o Sinop com seu último clube. Ele chegou no Galo no final de 2017. Em pouco tempo, o comandante levou o Sinop à final do Mato-grossense-2018, conquistando o vice-campeonato e garantindo o clube na Série D e Copa do Brasil em 2019.

Tendo encerrado sua carreira como atleta em 2012, jogando pelo Operário-PR. Paulo Foiano foi convidado no ano seguinte para ser auxiliar técnico no próprio clube, onde teve a oportunidade de dirigir a equipe por duas partidas. No mesmo ano, ele recebeu proposta do Marcílio Dias para exercer a mesma função. Em seguida, foi efetivado como treinador, e não decepcionou, mostrando toda a sua capacidade ao conquistar o acesso a elite catarinense.

Em seguida rumou para o Toledo-PR, posteriormente voltou para o Operário-PR. Em 2014, ele fez um grande trabalho no Cascavel-PR, conquistando o título da terceira divisão e também da Divisão de Acesso, dando a inédita vaga ao clube à elite paranaense. Na primeira divisão, o time fez boa campanha, sendo eliminado pelo forte Coritiba nas quartas de final. Em 2015, o treinador foi vice-campeão da Copa Governador dirigindo o Juazeirense-BA, conduzindo assim o time a Copa do Brasil e Copa do Nordeste.

Em 2016, o treinador aceitou convite e assumiu o ASA-AL, clube onde foi ídolo na época de jogador. Lá, ele pegou o clube na terceira rodada e só parou nas quartas de final, diante do Guarani, devido a uma noite infeliz do goleiro Thiago Braga no jogo de volta em Campinas. Em 2017, Foiani comandou o Fluminense de Feira. No Tricolor, em dez partidas na Série D, ele obteve duas vitórias, sete empates e apenas uma derrota, além de 13 gols a favor e nove contra. Aproveitamento de 43,3%.