Futuros campeões da América, há 9 anos Santos vencia o Corinthians

Equipes voltavam a decidir um Paulistão depois de 1984 e, na sequência, venceriam a Libertadores

por Federação Paulista (FPF)

São Paulo, SP, 15 (AFI) - Os dois futuros campeões da Taça Libertadores da América se encontraram na decisão alvinegra do Paulistão 2011. Há nove anos o Santos superava o Corinthians na disputa pelo título semanas antes de conquistar sua terceira taça continental da história. No ano seguinte seria a vez de os corintianos festejarem a inédita conquista.

As 20 equipes daquele Paulistão se enfrentariam em turno único na primeira fase classificando os oito melhores. Quartas e semifinais seriam decididas em jogo único, na casa do time de melhor campanha na somatória das fases. A decisão do título se daria com duas partidas, tendo a melhor equipe a vantagem de fazer o segundo jogo em casa. Um empate na soma dos dois jogos, levaria a decisão aos pênaltis.

Campeão no ano anterior, o Santos chegou ao bicampeonato com números menos expressivos. Em 23 jogos foram 14 vitórias, seis empates e três derrotas com 45 gols marcados -média de 1,95 contra 3,13 de 2010- e 21 sofridos. O experiente Elano surpreendeu ofensivamente e foi o artilheiro da competição com 11 gols, empatado com Liédson, do Corinthians.

Futuros campeões da América, há 9 anos Santos vencia o Corinthians
Futuros campeões da América, há 9 anos Santos vencia o Corinthians
A CAMPANHA
Às voltas com a disputa da Libertadores, o Santos foi regular na primeira fase, se classificando na quarta posição. São Paulo, Corinthians e Palmeiras, ficaram na primeira, segunda e terceira colocações, respectivamente, abrindo caminho para nova semifinal envolvendo os quatro principais campeões estaduais, fato raro em se tratando de Paulistão. E foi exatamente o que ocorreu.

Portuguesa, Mirassol, Oeste e Ponte Preta foram eliminados nas quartas e, enquanto Corinthians e Palmeiras voltariam a se enfrentar numa semifinal depois de oito edições, Santos e São Paulo repetiriam a do ano anterior. Nos pênaltis o Corinthians avançou, enquanto o Santos voltou a bater o tricolor no estádio do Morumbi, por 2 a 0, se classificando para sua terceira decisão de título consecutiva.

Os rivais alvinegros voltavam a decidir um título estadual, o que não ocorria desde 1984. Com melhor campanha, o Santos tinha a vantagem de fazer o segundo jogo em casa. Assim, o primeiro jogo foi marcado no estádio do Pacaembu, onde os rivais não saíram do zero. Uma vitória simples dava o título ao vencedor e em casa o Santos saiu na frente. Arouca aproveitou chute cruzado de Zé Eduardo e dentro da pequena área escorou para marcar 1 a 0, aos 16 minutos do primeiro tempo. Já aos 38 do segundo tempo, Neymar encarou a marcação e bateu fraco, mas o goleiro Júlio César falhou, a bola passou e entrou mansa no gol corintiano.

Muito perto do bicampeonato -feito conquistado recentemente em 2007-, o Santos ainda viu o Corinthians esboçar uma reação. Dois minutos depois o meia Morais cruzou em direção ao gol e viu a bola passar por todos, até mesmo o goleiro Rafael, para diminuir. Pouco, porém, para evitar o 19º título santista da história.

FICHA TÉCNICA
Santos 2x1 Corinthians

Data: 15 de maio de 2011;
Local: Vila Belmiro;
Público: 14.322 pagantes;
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira;
Gols: Arouca 15’ do 1ºT; Neymar 38’ e Morais 40’ do 2ºT;
Santos: Rafael; Jonathan (Pará), Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Adriano, Arouca, Elano e Alan Patrick (Possebon); Neymar e Zé Eduardo.
Técnico: Muricy Ramalho.

Corinthians: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho (Ramirez) e Bruno César (Morais); Jorge Henrique, Dentinho (Willian) e Liedson.
Técnico: Tite.