Doria vetará projeto que libera venda de bebida alcoólica nos estádios

Aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo em votação simbólica na última quinta, proposta não deve passar pelo governador

por Agência Estado

São Paulo, SP, 14 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta sexta-feira que vetará o projeto de lei que libera a venda de bebida alcoólica em eventos esportivos nos estádios de futebol no Estado. A Assembleia Legislativa de São Paulo havia aprovado o projeto em votação simbólica na noite da última quinta.

"Sendo inconstitucional, o governador não pode sancionar. Irei vetar", disse João Doria.

João Doria promete vetar venda de bebidas alcoólicas nos estádios de São Paulo. (Foto: Divulgação)
João Doria promete vetar venda de bebidas alcoólicas nos estádios de São Paulo. (Foto: Divulgação)

O projeto é de autoria do deputado estadual Itamar Borges (MDB). O veto no Estado existe desde 1996 e a única exceção ocorreu durante o Mundial de 2014, quando a Lei Geral da Copa permitiu a comercialização.

O projeto previa liberação apenas para bebidas com teor alcoólico entre 6 e 9% vol., vetando desta forma a venda de whisky, vodka e cachaça, bebidas mais fortes. Outro dado é que as vendas devem ser iniciadas uma hora e meia antes do início da partida e encerrada até uma hora depois, sempre em embalagens plásticas de até 500 ml.

A livre comercialização nos estádios da cerveja com teor alcoólico de no máximo até 8.5% já se encontra liberado nos estados de Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Rio Grande do Norte e agora Rio de Janeiro.