Pioneiro do futebol barbarense, CAUSB era campeão há 67 anos

Equipe ligada a Usina Santa Bárbara se profissionalizou em 1961 e foi campeã da Terceira Divisão de 1962

por Federação Paulista (FPF)

Campinas, SP, 12 (AFI) - O futebol de Santa Bárbara D’Oeste tem no União Agrícola Barbarense o seu nome mais conhecido. O time alvinegro, porém, não foi o primeiro da cidade a se profissionalizar, tampouco ser campeão. No início dos anos 60, a principal força do futebol barbarense era o Clube Atlético Usina Santa Bárbara, campeão da Terceira Divisão em 1962, conquista que completa 67 anos neste 12 de maio.

Fundado em 1936 e sediado na Usina Santa Bárbara, o CAUSB disputou o Campeonato Amador do Interior de 1943 e 1947. Primeiro time da cidade a se profissionalizar, ingressou na 3ª Divisão (equivalente a atual Segunda Divisão) em 1961 e fez campanha histórica, sendo superado apenas pelo Cultura de Mirassol e ficando com o vice-campeonato.

QUANTA HISTÓRIA
Na temporada seguinte, com a mesma base, o ‘Tricolor Usineiro’ superou a decepção do ano anterior. Na primeira fase, liderou a 2ª Série, que também tinha Comercial de Tietê, Capivariano, Portofelicense e Sorocabana de Mairinque, e seguiu para a fase decisiva, juntamente com o representante tieteense.

TIme do CAUSB campeão da Terceira Divisão de 1962: Natal Prando, Nivaldo Surge, Lelé, Tito, Pote, Gilberto Muniz e Mauri; Agachados: Chiquito Lima, Zé 21, Oscarlina, Neguinho dos Santos e Enéas (Foto: Arquivo Fundação Romi)
TIme do CAUSB campeão da Terceira Divisão de 1962: Natal Prando, Nivaldo Surge, Lelé, Tito, Pote, Gilberto Muniz e Mauri; Agachados: Chiquito Lima, Zé 21, Oscarlina, Neguinho dos Santos e Enéas (Foto: Arquivo Fundação Romi)
Como o campeonato havia se iniciado em setembro de 1962, a Fase Final só começou a ser disputada pelos oito classificados em 1963. No meio dela, o SOREA de Auriflama acabou desistindo e a FPF optou por anular todos os jogos da equipe.

Após um primeiro turno apenas razoável – três vitórias e três derrotas -, o CAUSB começou o returno perdendo para o Comercial. Sendo assim, restava ao time barbarense emendar uma sequência de resultados positivos. Com vitórias sobre São Miguel, Santana de Itapevi, Promeca de Jundiaí e Floresta de Amparo, o time conseguiu vantagem para a rodada final, que foi disputada em casa, contra o Muritinga.

Com 14 pontos somados, contra 13 do adversário, o CAUSB não poderia pensar em outro resultado que não fosse a vitória. Empurrado pela torcida que compareceu ao estádio Luizinho Alves, o tricolor barbarense fez valer o fator casa goleou o adversário por 5 a 1, garantindo o primeiro título profissional do futebol de Santa Bárbara D’Oeste.

A classificação final terminou da seguinte forma:

1. CAUSB – 16pts*
2. Promeca – 15pts*
3. Comercial de Tietê – 14pts
4. Muritinga – 13pts
5. Floresta – 12pts
6. São Miguel – 8pts
7. Santana – 6pts
8. SOREA – Desistiu e os jogos foram anulados

*CAUSB e Promeca conseguiram o acesso para a 2ª Divisão

O CAUSB disputou a 2ª Divisão entre 1963 e 1967, mas sem sucesso. No período, também viu a profissionalização do União Barbarense e do Palmeiras, em 1964, e da Internacional, em 1965. Destes, o primeiro acabou se firmando como o principal clube profissional de Santa Bárbara D’Oeste, enquanto os outros dois disputaram competições da FPF até 1968 e depois se licenciaram.

Confira a campanha do CAUSB e a ficha técnica do jogo decisivo*:

1ª fase
16/09/62: Sorocabana 1x2 CAUSB
23/09/62: CAUSB 2x1 Portofelicense
30/09/62: Capivariano 1x0 CAUSB
28/10/62: CAUSB 0x0 Comercial
11/11/62: CAUSB 3x1 Sorocabana
15/11/62: Portofelicense 1x1 CAUSB
18/11/62: CAUSB 1x1 Capivariano
09/12/62: Comercial 2x2 CAUSB

Fase Final
20/01/63: CAUSB 2x0 Comercial
03/02/63: Floresta 1x0 CAUSB
17/02/63: São Miguel 0x1 CAUSB
03/03/63: CAUSB 5x3 Santana
10/03/63: Promeca 2x1 CAUSB
22/03/63: Murutinga 3x2 CAUSB
31/03/63: Comercial 3x2 CAUSB
07/04/63: CAUSB 3x1 São Miguel
14/04/63: Santana 2x3 CAUSB
21/04/63: CAUSB 2x0 Promeca
28/04/63: CAUSB 1x0 Floresta

FICHA TÉCNICA
12/05/63: CAUSB 5x1 Murutinga
Local:
estádio Luizinho Vieira, em Santa Bárbara D’Oeste
Árbitro: Idlevildes Soares

CAUSB: Tito (depois Gilberto Muniz), Pote, Nivaldo Surge e Lelé; Natal Prando e Enéas; Josué, Zé 21, Oscarlina, Neguinho e Chiquito Lima. Técnico: Ataliba Penachione.

Murutinga: Melão (depois Alaor), Chico Preto, Cláudio e Armando; Biriba e Florentino; Edeio, Ivo, Tomo, Nivaldo e Bicudo.

Por Ruben Fontes Neto, especial para FPF
*com informações do historiador J. J. Bellani