Há 32 anos, Sonny Anderson marcava e XV de Jaú vencia futuro campeão

Atacante de destaque em times da França, Sonny Anderson iniciou a trajetória em Jaú e ainda defendeu o Barcelona e Seleção Brasileira

por Federação Paulista (FPF)

São Paulo, SP, 20 (AFI) - Rápido e bom finalizador, ídolo do Mônaco e do Lyon, com passagens por Barcelona e a Seleção Brasileira. O que pouca gente sabe é que a trajetória de Sonny Anderson começou em gramados do interior paulista, com a camisa do XV de Jaú e com gols.

Poucos, mas num curto espaço de tempo e contra times importantes da época, o que fez com que ficasse pouquíssimo tempo na equipe jauense. Um destes gols completa 32 anos e é especial por ser no Corinthians, futuro campeão naquela edição de 1988.

CARREIRA
Anderson da Silva Nilmar nasceu em Goiatuba, Goiás, em 19 de setembro de 1970 e chegou ao XV de Jaú com 14 anos, onde ficou até 1988, quando estreou como profissional. Chamou a atenção do Vasco -também pelos gols pela Seleção Brasileira no Sul-Americano Sub-20 daquele ano- e passou pelo Guarani antes de ir para a Europa. Na Suíça, atuou pelo Servette, antes de ir para a França onde mudaria seu patamar.

 Há 32 anos, Sonny Anderson marcava e XV de Jaú vencia futuro campeão
Há 32 anos, Sonny Anderson marcava e XV de Jaú vencia futuro campeão
Chega ao Olympique de Marselha em 1993 e no ano seguinte se transfere ao Mônaco onde fica até 1997. Com muitos gols no time do principado, Sonny Anderson -como passa a ser chamado por sua velocidade, em alusão ao personagem Sonic, dos games- é contratado pelo Barcelona, após a saída de Ronaldo para a Internazionale de Milão. Nessa época faz suas primeiras aparições com a camisa da Seleção Brasileira.

Pelo clube catalão joga até 1999, mas não consegue repetir as atuações dele nos clubes franceses e nem de Ronaldo, eleito melhor do Mundo em 1996. Mesmo assim ainda recebe chances de Vanderlei Luxemburgo no time brasileiro, porém, sempre com pouca sequência de jogos. É contratado então pelo Lyon, retornando à França para viver seu melhor momento.

Com a camisa do Lyon Sonny Anderson chegou perto dos 100 gols e conquistou dois títulos franceses, uma Copa da Liga e uma Supercopa da França, entre as temporadas de 1999 e 2003. Ainda teve boa passagem pelo Villarreal da Espanha, antes de partir para o Oriente Médio onde atuou pelo Al-Rayyan e o Al-Gharafa, ambos do Catar.

GOLS NO PAULISTÃO
Tudo isso, porém, começou no Campeonato Paulista de 1988, vencido mais tarde pelo Corinthians, uma das vítimas de Sonny Anderson com a camisa do XV de Jaú. Com apenas 18 anos, iniciou a competição como titular formando o ataque ao lado de Nilson Esídio e do japonês Kazuo Miura. E o início da competição foi muito bom para o garoto.

Marcou dois gols em quatro jogos, justamente diante dos futuros finalistas da competição. Contra o Guarani de Marco Antônio Boiadeiro, João Paulo e Evair, empate por 2 a 2, com gols de Sonny Anderson e Nilson. Dias mais tarde, diante do Corinthians, o time de Jaú que fez boa campanha na primeira fase, conseguiu sua melhor vitória no torneio.

Favorito, o Corinthians de Jair Pereira tinha Ronaldo, Edson, Biro Biro, Wilson Mano, Éverton, João Paulo, Edmar, dentre outros. Mas o trio ofensivo dos donos da casa estava impossível e incendiou o Zezinho Magalhães. Kazuo abriu o placar aos 42 minutos do segundo tempo e viu Sonny Anderson marcar belo gol para ampliar aos 20 do segundo.

O jovem atacante recebeu ótimo lançamento na entrada da área, matou no peito, conseguiu proteger a bola do zagueiro e chutou por entre as pernas de Ronaldo. O Corinthians esboçou uma reação em Edmundo aos 22, mas Elcio voltou a marcar para o time do interior antes de Edmar dar números finais ao confronto: 3 a 2 XV de Jaú e mais uma revelação importante para o futebol mundial oriunda dos campos paulistas.

Por Raoni David, especial para FPF