Luto! Morre um dos maiores nomes do rádio esportivo do Vale do Paraíba

Carlos Marcondes, da Rádio Clube de Guaratinguetá (AM 690), estava com 84 anos e sofreu um infarto

por Agência Futebol Interior

Guaratinguetá, SP, 12 (AFI) - O rádio esportivo do Vale do Paraíba está de luto. Morreu na madrugada desse feriado de sexta-feira o narrador Carlos Marcondes, da Rádio Clube de Guaratinguetá (AM 690). Marcondes estava com 84 anos e sofreu um infarto.

Além de narrar jogos e comandar a programação esportiva da Rádio Clube, Carlos Eugênio Marcondes era professor aposentado e também historiador, tendo escrito obras sobre a cidade de Guaratinguetá.

Luto! Morre Carlos Marcondes, da Rádio Clube de Guaratinguetá (AM 690), um dos maiores nomes do rádio esportivo do Vale do Paraíba
Luto! Morre Carlos Marcondes, da Rádio Clube de Guaratinguetá (AM 690), um dos maiores nomes do rádio esportivo do Vale do Paraíba

Na melhor fase da Esportiva de Guaratinguetá, na década de 1960, Carlos Marcondes já transmitia as partidas. Os mais antigos ainda lembram a emocionante narração de Carlos Marcondes na goleada de 5 a 0 da Esportiva sobre o XV de Jaú, em 1960. Nesse jogo, o time de Guaratinguetá conquistou o acesso para à elite do futebol paulista.

Nos últimos anos, após os constantes fracassos do Guaratinguetá, Carlos Marcondes vinha atuando para que a Esportiva se reorganizasse e voltasse a representar a cidade no futebol profissional.

PROFISSIONAIS LAMENTAM MORTE DE CARLOS MARCONDES
Muito respeitado entre seus colegas, o falecimento de Carlos Marcondes foi lamentado por vários cronistas, dos mais jovens aos mais antigos e que nunca esconderam a admiração pelo experiente radialista.

"O Carlos Marcondes era um cidadão generoso, de uma educação refinada. Profissional zeloso e muito respeitado. Eu acompanhava suas transmissões desde quando eu era criança", comenta o respeitado jornalista Fabrício Junqueira, que milita na imprensa esportiva do Vale do Paraíba faz duas décadas.

Carlos Marcondes também trabalhou na Rádio Piratininga em Guaratinguetá, mas estava atuando na Rádio Clube fazia mais de 30 anos e, na década de 1960, chegou a atuar na Rádio Bandeirantes de São Paulo.

"O Marcondes foi um dos incentivadores para que a imprensa radiofônica do Vale do Paraíba progredisse", disse o radialista Lélis Martins, contemporâneo de Carlos Marcondes.

 
 
" />