Acusado de doping, ex-meia do Vasco lamenta punição

Seus advogados já começaram a preparar o recurso que será enviado na Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suíça

O meia Carlos Alberto perdeu uma luta, mas não perdeu a batalha. Foi assim que o apoiador de 28 anos encarou a sentença do Superior Tribunal de Justiça Desportiva que o suspendeu por um ano pela acusação de terem sido encontradas substâncias dopantes

Por: Agência Futebol Interior, 30/08/2013

0002048101232 img

Rio de Janeiro, RJ, 30 (AFI) – O meia Carlos Alberto perdeu uma luta, mas não perdeu a batalha. Foi assim que o apoiador de 28 anos encarou a sentença do Superior Tribunal de Justiça Desportiva que o suspendeu por um ano pela acusação de terem sido encontradas substâncias dopantes em seu organismo, em exame realizado após o jogo do Vasco contra o Fluminense, no dia 2 de março.

0002048101232 img

Carlos Alberto está triste por estar impedido de jogar futebol, mas acredita que em breve poderá voltar aos gramados. Seus advogados já começaram a preparar o recurso que será enviado na Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suíça.

“Fui absolvido duas vezes e punido na terceira. Estou muito triste por ser impedido de exercer minha profissão e fazer o que mais gosto, que é jogar futebol. Como atleta, estamos sujeitos a períodos de inatividade por causa de lesões, mas ser punido por algo que não fiz me dói ainda mais. Tenho certeza da minha inocência e vou prová-la a qualquer custo. Meus advogados já estão preparando o recurso para ser enviado ao CAS e espero poder voltar a jogar o mais rápido possível. Tenho certeza que a verdade virá à tona e esse pesadelo acabará”, disse Carlos Alberto, que está sem clube desde que terminou seu contato com o Vasco no dia 2 de agosto.