Flávio Guerra comenta decisões das arbitragens da Copa do Brasil

Ex-árbitro também traz a escala da próxima rodada do Campeonato Brasileiro

por Flávio Guerra - Campinas

ESCOLTADO
O árbitro gaúcho Jean Pierre, que apitou a partida decisiva pela Copa do Brasil entre Vasco 2 e 2 Santos precisou de mais de uma hora após o término da partida para deixar o vestiário e ainda necessitou de escolta. Relatos dão conta de que o árbitro levou a maior parte do tempo escrevendo a súmula. Ainda na saída do gramado, muitos objetos foram atirados em sua direção pelos torcedores. Quando seguiu em direção ao táxi que o levaria embora, Eurico Brandão, assessor especial da presidência e filho de Eurico Miranda, gritou: “Tu é vagabundo! Olha o que tu fez, vagabundo. Não tem vergonha, não, né? Olha quantos políciais estão te levando embora, vagabundo. Bandido! Bandido, safado, vagabundo.”

VASCO PREJUDICADO
A principal reclamação dos vascaínos é de um pênalti não marcado no primeiro tempo, além de falta em Alan Cardoso e impedimento de Joel no lance que resultou no segundo gol do Santos. E nesse lance o time carioca tem razão em reclamar, pois realmente houve a falta de Lucas Lima no jogador do Vasco e o atacante Joel esta em posição irregular quando recebe a bola antes de fazer o cruzamento, dois erros seguidos em sequencia que praticamente eliminaram as chances de reação e classificação do time do Vasco. Isso não justifica a atitude do dirigente do Vasco em ofender e xingar o árbitro.

Nenê marcou o primeiro gol do Vasco contra o Santos (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Nenê marcou o primeiro gol do Vasco contra o Santos (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
NÃO MUDA
Infelizmente a situação não muda, já escrevemos aqui que a arbitragem no Brasil não atravessa um bom momento e que erros vão acontecer. Hoje é o time A, amanhã o B, depois o C e assim vai, uma hora você é prejudicado outra beneficiado e assim segue o fluxo. Mas o que não muda é a postura e choradeira dos perdedores, tanto dirigentes como técnicos e jogadores. Quando o time é beneficiado ficam quietinhos e até tiram onda por terem ganhado dessa maneira, quando perdem saem xingando todo mundo. Já citei alguns exemplos aqui como o próprio Santos que a algumas semanas fez um barulho danadoe agora que é beneficiado a arbitragem é a melhor do mundo. Até a próxima derrota.

E O PEITO?
No outro jogo decisivo entre cariocas e paulistas mais reclamação. Corinthians 1 e 1 Fluminense teve mais acertos do que erros da arbitragem. E certamente o maior erro foi quando Richarlison (FLU) em posição legal fica de frente para o gol, leva a bola com o ombro e é tocado levemente por Fágner (COR). Acontece um toque leve mas relevante do joelho de Fagner na perna do atacante do Fluminense que se desequilibra e cai. Se o jogo tivesse decidido ou se o lance acontecesse fora da área o árbitro marcaria falta com certeza, mas dentro, no último minuto, decidindo classificação, contra o time da casa, como se diz no meio da arbitragem, tem que ter muito peito pra marcar.

Fluminense foi eliminado pelo Corinthians (Foto: Divulgação/FFC)
Fluminense foi eliminado pelo Corinthians (Foto: Divulgação/FFC)
DENUNCIADO
O árbitro Heber Roberto Lopes, foi denunciado pela procuradoria do STJD por "empregar de forma excessiva seu poder" ao dar um empurrão no atacante Dudu, do Palmeiras, no clássico do último sábado contra o Corinthians. Ele foi enquadrado no artigo 273 do CBJD, que prevê suspensão de 15 a 180 dias e multa entre R$ 100 e R$ 100 mil. No entendimento da Procuradoria, não cabe ao árbitro empregar de forma excessiva seu poder numa partida, diz nota publicada pelo site do STJD. Essa já é segunda denuncia esse ano contra o árbitro, sendo que na primeira inicialmente levou 20 dias de gancho e depois acabou sendo absolvido.

ESCALA 27ª RODADA
Para finalizar vamos aos árbitros escalados para esta 27ª rodada: Palmeiras e Coritiba; Caio Max-RN, Sport e Santos; Elmo Cunha-GO, América e Botafogo; Luiz Flavio Oliveira-SP, Atlético PR e Ponte Preta; Nielson Dias-PE, Figueirense e Santa Cruz; Paulo Vollkopf, Flamengo e Cruzeiro; Leandro Vuaden-RS, Vitória e São Paulo; Francisco Carlos Nascimento-AL, Corinthians e Fluminense; Anderson Daronco-RS, Grêmio e Chapecoense; Dewson Freitas-PA, Atlético MG e Internacional; Péricles Cortez-RJ. Um bom teste para o árbitro Caio Max no jogo do líder e muita sorte da Comissão por ter saído no sorteio entre outros nove árbitros, Anderson Daronco para Fluminense e Corinthians. Abraços e até terça.

Flávio Guerra
Tenho 37 anos e sou professor de Educação Física desde 1999 e hoje trabalho como Diretor de Unidade na Fundação Casa em Campinas, onde iniciei em 2008 como agente educacional dando aulas de educação física para os adolescentes. Com 15 anos de idade comecei a apitar futebol amador em Penápolis minha
Veja perfil completo
Veja todos