Ano do futebol de Campinas começa desbotado

Perspectiva inicial de Ponte Preta e Guarani não é animadora

por ARIOVALDO IZAC - Campinas

Se vocês pensam que ‘nóis fumus’ embora, nóis enganemos ‘ocêis’, Fingimos que fumos e vortemos, ói nóis aqui ‘traveis’.

O repertório da bola anda curto neste início de ano. Logo, vou dar uma diversificada e enfiar no meio comentários de assuntos diversos, combinado?.

Nada de Copa São Paulo. Aquele futebol sem pecado da molecadinha ficou no passado. E cartolas pecam mais ainda quando dispensam treinador por resultados de jogos na competição, quando o objetivo prioritário no Departamento Amador é revelar jogadores.

Hoje, o que se vê em jogos da Copinha são brutamontes se digladiando em campos. Fora deles, flagra-se empresários ávidos para que os garotos ganhem notoriedade, e isso reverta em transferências vantajosas.

GUARANI

A eliminação do Guarani da Copinha nos remete à reflexão de um passado quando dirigentes como o médico Egídio Arruda, dentista Henrique Smânio e empresário Sidney Pavan davam show.

Os tempos são outros. Hoje constata-se que faltam dirigentes da bola no Guarani, quer no amador, quer no profissional. Infelizmente a maioria conhece bola porque comeu almôndega quando era criança.

Assim, o futebol do Guarani é uma incógnita. A sustentação daquele time de acesso à Série B do Campeonato Brasileiro era a zaga, com Ferreira e Leandro Amaro. E agora?

No geral, o ano esportivo de Campinas começa meio desbotado.

PONTE PRETA

Apesar da colocação aceitável da Ponte Preta no último Campeonato Brasileiro, nem de longe aquele time encheu os olhos da torcida.

Prevaleceu a organização tática do conjunto. Viu-se um time talhado a praticar futebol de resultado.

Pior é que agora houve perda de peças funcionais como o zagueiro Antonio Carlos, lateral Reinaldo e atacante Rhayner.

Reposições? Por ora ‘neca’.

ARIOVALDO IZAC
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos