Paulista
A1
A2
A3

Ronaldo Fenômeno rebate críticas por vídeo polêmico sobre Copa

Ronaldo fez questão de esclarecer que é a favor das manifestações públicas

Publicado na quarta-feira,
19 de junho de 2013

Campinas, SP, 18 (AFI) - Ex-jogador e membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, Ronaldo veio a público nesta quarta-feira, por meio de sua página no Twitter, para rebater críticas que vem recebendo por causa da divulgação de um vídeo antigo, no qual aparece defendendo a aplicação de investimentos para realização do Mundial no Brasil.

 Confira! 

No vídeo em questão, de 2011, o ex-atacante questionou a divisão dos recursos direcionados para a organização da competição, chegou a dizer em certo momento que "Não se faz Copa do Mundo com hospital" e defendeu a construção dos estádios que serão palco do importante torneio que será realizado no País no próximo ano. "Está sendo gasto também muito dinheiro com saúde, segurança, mas a gente vai receber Copa do Mundo e sem estádio não faz Copa do Mundo, meu amigo", disse o ex-atleta, há três anos.

Ao falar agora sobre o vídeo, resgatado por meio de redes sociais em meio ao grande número de manifestações que estão acontecendo no Brasil, muitas delas criticando os gastos públicos com a Copa do Mundo, Ronaldo disse que o mesmo foi usado de forma "muito tendenciosa" na versão que foi propagada na internet.

"Um pessoal postou um vídeo editado com declarações minhas sobre a Copa de dois anos atrás. Posso de fato não ter me expressado tão bem e a edição que eu vi na internet é bastante tendenciosa. Era outro contexto. Não é justo usar como se fosse dito essa semana", escreveu Ronaldo por meio de sua página no Twitter.

Em seguida, Ronaldo fez questão de esclarecer que é a favor das manifestações públicas e que é contra a corrupção. "A Copa é uma incrível oportunidade para o Brasil. Chance de atrair atenção, investimento, turismo e mais mil coisas. Mas isso não obriga a deixar de investir em questões sociais prioritárias como saúde, educação, transporte, segurança e etc. Afinal, não temos Copa do Mundo desde 1950 e não foi por isso que atingimos excelência em nenhuma dessas causas. São 63 anos sem a Copa e não se viu bilhões destinados às questões sociais", reclamou.

O Fenômeno ainda foi além ao questionar qual seria a situação atual do Brasil se não tivesse sido eleito pela Fifa como a sede da Copa de 2014. "Duvido que nosso País estaria uma vírgula melhor se não tivesse (sido) escolhido (para) fazer o Mundial", acredita.

Ronaldo também enfatizou que não tem responsabilidade sobre a forma como os recursos estão sendo destinados pelo governo para a realização do Mundial, e disse esperar que as manifestações públicas continuem a acontecer no Brasil. "Não sou responsável pela administração do dinheiro público e repudio a corrupção. Tenho sentido orgulho de ver os protestos pacíficos e democráticos pelo País, espero que se espalhem cobrando, todos os anos, a melhor gestão do gasto público", finalizou.

Confira o vídeo produzido pelo Lancenet!

 
 
Agência Estado
 
Compartilhe


 Veja Mais 
Listar todas
Quem Somos
|
Fale Conosco
|
Expediente
|
Anuncie no FI
|
Política de Privacidade e Uso
|
Anunciantes
© Copyright 1999-20102 Futebol Interior - Todos os direitos reservados