Paulista
A1
A2
A3

Presidente ameaça paralisar Séries A e B caso Série C não comece

O presidente do Fortaleza ainda pedirá uma indenização na Justiça

Publicado na quinta-feira,
7 de junho de 2012

Fortaleza, CE, 07 (AFI) - Cansado de esperar uma definição da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para o início da Série C do Campeonato Brasileiro, o presidente do Fortaleza Omar Baquit ameaçou entrar com uma representação na entidade para paralisar também as Séries A e B. A afirmação do cartola foi feita durante coletiva de imprensa, na tarde desta quarta-feira.

 Confira! 

"As equipes prejudicadas irão em conjunto ingressar na justiça de seus Estados pedindo a paralisação das Séries A e B, até que haja uma definição da nossa situação, porque o Campeonato Brasileiro na nossa visão é um só, sendo dividido apenas em séries”, ameaçou o presidente.

Indignado com o grande prejuízo que essa paralisação está causando aos cofres dos clubes envolvidos nos dois campeonatos, o cartola ainda afirmou que irá pedir indenização à CBF. "Se a CBF não marcar o começo do Campeonato na semana que vem, nós pretendemos entrar com uma ação indenizatória na justiça para que eles paguem o prejuízo dos clubes que estão impossibilitados de jogar devido à suspensão das Séries C e D", afirmou.

Fim próximo?
Depois de estar presente em uma reunião com outros representantes dos clubes da Série C na sede da CBF na última terça-feira, o presidente do Leão se mostrou esperançoso em relação ao início da competição. De acordo com Baquit, o diretor de competições da CBF Vírgilio Elísio espera um resultado logo no início da próxima semana.

“O Virgílio acredita que até segunda-feira da semana que vem, bons ventos soprem de Brasília, possibilitando o sinal verde para o começo da competição. Nós demos a sugestão de que mesmo que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) indefira o pedido, a CBF comece a Série C no dia 17 de junho, pois a multa que ela está obrigada a pagar pela liminar, pode ser derrubada em outra instância, com o mérito dessa questão sendo julgado posteriormente. Se a instituição realmente acha que está dentro da lei, ela não deveria se preocupar com essa questão, pois a possibilidade de obter um recurso impedindo o pagamento da multa é grande”, revelou.

Entenda o caso
O Brasil de Pelotas foi punido na temporada passada por escalar o lateral Cláudio de forma irregular na primeira fase. Ele teria que cumprir suspensão do ano anterior, quando atuava pelo Ituiutaba (hoje Boa Esporte). Com a perda de seis pontos, acabou caindo para a lanterna de sua chave e rebaixado para a Série D.

Já o Treze, quer a vaga do Rio Branco, que acionou a Justiça Comum para ter seu estádio liberado para receber torcida na competição em 2011. Apesar da irregularidade, a CBF sequer puniu o clube, que apenas deixou a disputa sem o direito da fase final. Todo este problema foi alertado na ocasião pelo Futebol Interior, que definiu como inconsequente a decisão da CBF.

 
Agência Futebol Interior
 
Compartilhe


 Veja Mais 
Listar todas
Quem Somos
|
Fale Conosco
|
Expediente
|
Anuncie no FI
|
Política de Privacidade e Uso
|
Anunciantes
© Copyright 1999-20102 Futebol Interior - Todos os direitos reservados