Copa Paulista: Preparador do XV de Piracicaba vê pupilo brilhar e desabafa após oito anos

Cristiano era o goleiro da decisão em 2008 e disse que conquista de 2016 tira fardo que carregava

por Federação Paulista (FPF) - São Paulo

Piracicaba, SP, 28 (AFI) - O XV de Piracicaba foi campeão da Copa Paulista no sábado (26). Foi a primeira conquista da equipe, que já havia sido finalista em 2008. No dia a dia do clube, apenas um nome esteve nas duas decisões: Cristiano Cavalcante. O ex-goleiro do XV de Piracicaba, agora preparador, se mostrou aliviado por finalmente gritar ‘é campeão’ do torneio.

Formado no XV de Piracicaba, Cristiano participou do grupo que conquistou a Série C do Brasileiro em 1995. Em 2005, como capitão, o goleiro fez parte do acesso para a Série A2. Ele também era o titular em 2008, quando sofreu um gol que tirou o título da equipe alvinegra aos 44 do segundo tempo da final contra o Atlético Sorocaba. Cristiano deixou o clube no meio de 2009 e retornou em 2011 para ser preparador físico das categorias de base, antes de subir para o profissional em 2013.

Atual preprador de goleiros, Cristiano era o arqueiro da final em 2008 (Foto: Divulgação)
Atual preprador de goleiros, Cristiano era o arqueiro da final em 2008 (Foto: Divulgação)

Às vésperas da final contra a Ferroviária, o preparador optou por não falar com a imprensa para evitar assuntos sobre 2008. Cristiano revelou que sequer conseguiu ver os melhores momentos da final disputada em 29 de novembro daquele ano. Após a conquista em Araraquara, ele finalmente desabafou.

“Meu sentimento é que carreguei durante oito anos um fardo semelhante a cinco sacos de cimento nas costas. Eu pedi a Deus para que me tirasse esse fardo. Alguns pesos duram uma semana, um mês, um ano, mas eu estava com um a oito. Não por ser culpado por aquela derrota, mas por ter perdido a chance de ser campeão pelo clube que eu amo, que me abriu as portas aos 17 anos, uma cidade que me acolheu e eu não pude ser campeão. O XV é como um pai para mim, e estar tirando esse peso terrível de 2008 é uma alegria é tremenda”, disse Cristiano.

Após vencer o primeiro jogo por 2 a 0, o XV de Piracicaba poderia até perder para conquistar o título. A equipe não havia sofrido dois gols em um jogo na competição, mas viu a marca cair logo aos sete minutos, em um lance onde a bola passou por baixo das pernas de Mateus Pasinato.

Mateus Pasinato defendeu dois pênaltis na final (Foto: Alexandre Battibugli/FPF)
Mateus Pasinato defendeu dois pênaltis na final (Foto: Alexandre Battibugli/FPF)
O lance não tirou a confiança do preparador em seu goleiro. Cristiano reproduziu as palavras que falou para Pasinato no intervalo. “Mateus, você está maduro. Você teve um lance infeliz, mas você já está pronto. Se prepara que você vai ser decisivo na partida. O XV vai precisar de você. Esquece e foca no segundo tempo”, revelou.

Na segunda etapa, Mateus sofreu mais um gol - o que daria o título para a Ferroviária -, mas viu o zagueiro Rodrigo marcar e levar a decisão para os pênaltis. Foi a hora do pupilo de 24 anos brilhar e fazer duas defesas, garantindo o título inédito para a equipe alvinegra. “A gente trabalhou firme, não foi como esperávamos, foi bem mais difícil, mas pelo que aconteceu no jogo a gente tinha que ser coroado na disputa de pênaltis. Esse título é para ele (Cristiano) e também para a minha família e a torcida”, disse Mateus.

Ele disse que o segredo para as duas defesas foi o estudo durante a semana. “Estudei muitos pênaltis em casa. Copa do Brasil, Libertadores, enfim, tudo quanto é tipo de pênalti decisivo, movimento de jogador, eu estudei e deu tudo certo. Muitas vezes sou tachado de não pegador de pênaltis, mas agora é comemorar”, falou o goleiro campeão de 2016.

Com a conquista, o XV de Piracicaba irá disputar a Série D do Campeonato Brasileiro em 2017. A equipe volta a um torneio nacional após 13 anos de ausência.