Copa Paulista: Goleiro do XV quer dar título de presente para seu preparador

Se não sofrer dois gols na partida diante da Ferroviária, Mateus garante o título do time alvinegro

por Federação Paulista (FPF) - São Paulo

Piracicaba, SP, 24 (AFI) - Camisa 1 do XV de Piracicaba, Mateus Pasinato tem em suas mãos a conquista do título da Copa Paulista 2016. Isso porque o alvinegro venceu por 2 a 0 o primeiro jogo e se não sofrer dois gols na próxima partida será o campeão.

O jovem goleiro de 24 anos, no XV desde 2013, disse que não se sente pressionado para a decisão. “Temos que entrar da mesma forma, concentrados, sem deixar espaços. Neutralizá-los, pois eles são uma equipe perigosa, com o melhor ataque e melhor campanha. O resultado da ida nos dá vantagem, mas isso só vale a partir dos 30, 35 do segundo tempo. O páreo vai ser difícil, eles vão vir pressionando”, avaliou Mateus.
Aos 24 anos, Mateus é o goleiro titular do XV de Piracicaba (Foto: Rodrigo Corsi/FPF)
Aos 24 anos, Mateus é o goleiro titular do XV de Piracicaba (Foto: Rodrigo Corsi/FPF)

Com a segunda melhor defesa do torneio, o XV de Piracicaba sofreu somente 11 gols em 23 jogos. Nas últimas nove partidas, o arqueiro foi vazado apenas três vezes e em nenhum jogo do campeonato sofreu dois gols. Mateus destacou o conjunto do time para as marcas expressivas. “Tem que enaltecer a entrega de todos. Nosso sistema defensivo começa no ataque, com nossos atacantes voltando, com o encaixe dos volantes, os laterais e os zagueiros. Então tudo acaba nessa consistência”, disse.

PREPARADOR TITULAR EM 2008
Parte da boa fase do goleiro se deve ao preparador Cristiano. Ex-goleiro do próprio XV de Piracicaba, ele era o titular em 2008, quando um gol sofrido aos 45 do segundo tempo tirou o título da Copa Paulista da equipe alvinegra. Mateus disse que aquela partida ainda está marcada para o seu preparador. “Ele chegou a comentar que aquela final para ele foi terrível. Ele não conseguiu ver ainda os melhores momentos de tanto que ficou marcado. Mas não estamos falando sobre isso, estamos trabalhando normal”, revelou.

O atual goleiro disse que o título seria um presente para o seu tutor. “Se conseguirmos confirmar, será um presente para ele, pois além de ser meu preparador também é um amigo, conversa bastante com todos os goleiros. Para ele será um alivio, pois eu sei o quanto ele sofre com aquela final”, disse.

A reportagem da FPF tentou entrar em contato com Cristiano, mas ele preferiu não falar com a imprensa.