Copa Paulista: Treinador do XV de Piracicaba aposta em equilíbrio na nova etapa

Cleber Gaúcho enxerga times parelhos e acredita que 'todos têm chance' nessa segunda fase

por Federação Paulista (FPF) - São Paulo

Piracicaba, SP, 23 (AFI) - O XV de Piracicaba se classificou com a segunda melhor campanha do Grupo 3 da Copa Paulista. Dessa forma, a equipe foi parar no Grupo 5 da segunda fase da competição, junto de Penapolense, Água Santa e São Carlos. O time estreia nessa nova etapa do torneio neste sábado, às 15h, quando viaja até Diadema para enfrentar o Água Santa.

Ao analisar como ficou o chaveamento do torneio, o treinador do clube, Cleber Gaúcho, aposta que a partir de agora a competição tende a ficar mais equilibrada. Ele enxerga algumas equipes em vantagem, mas de modo geral crê em uma paridade nos confrontos dessa fase.

“Começamos uma nova competição no mesmo campeonato. Exceto Ferroviária e São Caetano que destoaram um pouco dos demais, todos os outros times do campeonato estão bem equilibrados e têm chances, assim como nós”, disse o comandante.

Cleber Gaúcho cobrou mais atenção defensiva e mais efetividade no ataque (Foto: Divulgação/ XV de Piracicaba)
Cleber Gaúcho cobrou mais atenção defensiva e mais efetividade no ataque (Foto: Divulgação/ XV de Piracicaba)
O comandante, além disso, fez um saldo de sua equipe na primeira fase do torneio. Ele ponderou que, apesar da boa campanha, seus comandados tem pontos a serem melhorados.

“Nós tivemos uma primeira fase realmente muito boa, liderando nossa chave até o último minuto da última partida e acabamos perdendo em um erro nosso. Pra essa segunda parte do torneio, precisamos melhorar duas coisas: nossa atenção defensiva, principalmente nas bolas paradas, e nossa conclusão, porque apesar dos 19 gols marcados, criamos chances para mais que isso”, analisou Gaúcho.

ADVERSÁRIO DO FINAL DE SEMANA
Na estreia dessa nova caminhada rumo à classificação, o XV terá pela frente em seu primeiro jogo, nesse sábado, às 15h, o Água Santa, no Distrital do Inamar. O time de Diadema, que se classificou em terceiro lugar na sua antiga chave, trocou de técnico após o termino da segunda fase. Edinho foi demitido e Fahel Júnior assumiu sua vaga.

Cleber Gaúcho analisou o quanto essa troca de comando no adversário afeta o confronto do final de semana. “Nós, como trabalhamos no meio do futebol, sabemos que a troca de técnico leva um pouco de tempo para ser assimilada, devido à mudança na metodologia de trabalho. Contudo, essa modificação também nos atrapalha, já que ficamos sem informação em relação ao encaixe e ao próprio time que entrará em campo no sábado”, finalizou o técnico.