Fórmula 1: Massa pontua, mas não toma 10º lugar de Alonso; Nasr dá prêmio à Sauber

Apesar do dinheiro extra que rendeu à equipe, Nasr não tem sua permanência garantida para 2017

por Agência Estado

São Paulo, SP, 27 - Felipe Massa se despediu da Fórmula 1 neste domingo sem atingir seu objetivo para a última prova da carreira. O brasileiro até terminou a corrida na zona de pontos, em nono.º lugar, uma posição à frente de Fernando Alonso, mas não conseguiu roubar do espanhol o 10.º lugar no Mundial.

Ele terminou a temporada 2016 com 53 pontos, contra 54 de Alonso, que tirou água de pedra na McLaren e terminou o campeonato no décimo lugar. O espanhol só ficou atrás dos carros da Mercedes, da Red Bull, da Ferrari, da Force India e de uma das duas Williams. O finlandês Valtteri Bottas, aliás, terminou em oitavo.

Massa ainda não definiu seu futuro, após anunciar aposentadoria Fórmula 1
Massa ainda não definiu seu futuro, após anunciar aposentadoria Fórmula 1
Jenson Button, o outro piloto da McLaren, que também se despediu da Fórmula 1 neste domingo, terminou o campeonato muito abaixo de Alonso, no 15.º lugar, com 21 pontos, menos da metade dos pontos do companheiro. Ficou atrás até da Haas de Romain Grosjean.

Entre os construtores, já estava quase tudo definido antes da corrida deste domingo. Mercedes em primeiro, Red Bull em segundo, Ferrari em terceiro, Williams em quarto e McLaren em quinto.

A briga era só pelo 10.º lugar. Não ficar em último significava cerca de US$ 30 milhões (R$ 100 milhões) em prêmios. Graças ao nono lugar de Felipe Nasr no GP do Brasil, na penúltima prova do ano, a Sauber ficou à frente da Manor.

Apesar do dinheiro extra que rendeu à equipe, Nasr não tem sua permanência garantida para 2017, diferente do companheiro Marcus Ericsson, que renovou contrato. Os dois carros da Manor são os demais que não têm seus pilotos anunciados para o ano que vem.