Fórmula 1: Hülkenberg anuncia que trocará Force India por Renault em 2017

Alemão estreou na categoria em 2010 como piloto da Williams, embalado pelos títulos da F3 Europeia

por Agência Estado

Campinas, SP, 14 - O piloto alemão Nico Hülkenberg anunciou nesta sexta-feira que trocará de casa na temporada 2017 da Fórmula 1. Confirmando os rumores que circulavam nos paddocks da categoria, o piloto deixará a Force India para reforçar a Renault no próximo ano. A nova equipe do alemão informou que o contrato será válido por "múltiplos anos", sem revelar o tempo exato do vínculo.

O piloto de 29 anos vai defender uma equipe de fábrica pela primeira vez na carreira, após passagens por Williams, Sauber e Force India. Hülkenberg vinha sendo disputado por algumas equipes por causa da experiência na categoria, uma vez que isso será fundamental para os times em 2017, em razão das profundas mudanças no regulamento da F1.

Nico Hülkenberg será piloto da Renault em 2017
Nico Hülkenberg será piloto da Renault em 2017
A Force India, que manterá o mexicano Sergio Pérez para o próximo ano, até se esforçou para manter o alemão. Mas Hülkenberg foi seduzido pela chance de pilotar por uma equipe de fábrica, com orçamento maior e potencial de crescimento diante das alterações que vão atingir a Fórmula 1.

"Estou muito feliz por me juntar à Renault. A equipe sempre foi um grande 'player' do automobilismo mundial e trouxe momentos incríveis, como quando Michael Schumacher [quando a Renault ainda se chamava Benetton] ajudou não apenas a Alemanha a se tornar uma nação na F1 como também estimulou o meu entusiasmo pelo automobilismo", disse Hülkenberg.

Ciente da sua importância para a nova equipe, o alemão já projetou trabalho assim que deixar a Force India no fim do ano. "Como parte da família Renault, quero ajudar a desenvolver o carro e escrever uma nova história de sucesso", disse o piloto alemão.

TRAJETÓRIA
Hülkenberg estreou na Fórmula 1 em 2010 como piloto da Williams, embalado pelos títulos da F3 Europeia, em 2008, e da GP2, no ano seguinte, logo em sua estreia, algo raro em competições de acesso à Fórmula 1.

Em 2011, ele perdeu espaço na equipe e se tornou reserva da Force India, ganhando chance como titular em 2012. Na temporada seguinte, ele mudou de ares e defendeu a Sauber. Mas em 2014 já estava de volta à Force India, equipe pela qual vem pilotando desde então.

A saída de Hülkenberg da Force India vai movimentar o mercado de pilotos nesta reta final da temporada da F1. O alemão Pascal Wehrlein é o mais cotado para competir ao lado de Pérez. Na Renault, são muitos os candidatos para formar dupla com Hülkenberg: o francês Esteban Ocon, o dinamarquês Kevin Magnussen e o britânico Jolyon Palmer.