Copa do Brasil: Após eliminação do Vasco, Eurico ameaça árbitro:'Nos vemos nos aeroportos'

Além dos insultos do presidente, objetos foram jogados na direção do quarteto de arbitragem, o que pode render punição ao clube

por Daniel Camargo

Rio de Janeiro, RJ, 22 (AFI) – Tendo como meta principal no ano, o retorno à elite do futebol brasileiro, uma eliminação para o Santos na Copa do Brasil deveria ser encarada com naturalidade no Vasco. Técnico e dirigentes, entretanto, não ficaram satisfeitos com a maneira que o time disse adeus à competição. Na ótica dos cruzmaltinos, o clube foi prejudicado pela arbitragem, opinião compartilhada pela torcida que ao final da partida arremessou objetos na direção do árbitro. Mandatário máximo do clube, Eurico Miranda foi além, proferindo insultos 'pesados' e ameaças ao quarteto de arbitragem.

As críticas direcionadas a Pierre Gonçalves Lima começaram ainda no gramado. Após o apito final, o experiente zagueiro Rodrigo se dirigiu ao árbitro e reclamou acintosamente. O resultado foi à expulsão do atleta, segundo Pierre por ter o chamado de “cagão”, conforme descrito na súmula. Em seguida, quando o quarteto de arbitragem se dirigia para os vestiários, um tênis e um chinelo havaiana foram jogados em sua direção, fato também relatado por Pierre e que pode vir a render punições ao clube carioca.

Eurico Miranda ofendeu a arbitragem após eliminação do Vasco
Eurico Miranda ofendeu a arbitragem após eliminação do Vasco

Como se isso não bastasse, o protocolo da partida proporcionou mais um momento, no mínimo desagradável, para os homens do apito. Também segundo a súmula, o quarto árbitro, senhor Diego Real e o inspetor de arbitragem, Nilson Monção, foram ofendidos pelo presidente do clube. Eles foram ao vestiário coletar a assinatura do capitão da equipe no relatório disciplinar, sendo recebidos sob as seguintes palavras:

“Pega ladrão, tem ladrão no vestiário. Guarda o relógio, guarda a carteira. Vocês tem que sair no camburão. Isso é uma vergonha. O mundo da voltas, iremos no encontrar pelos aeroportos. É você mesmo, que estava em outros jogos. Vocês são tudo ladrão!”, descreve a súmula sobre os insultos de Eurico Miranda.

JORGINHO TAMBÉM RECLAMOU
Feliz com o apoio recebido por parte da torcida que compareceu em grande número, o técnico Jorginho também reclamou de lances capitais que, na sua analise determinaram o resultado final.

“Foi um arbitragem confusa, que errou em lances decisivos do jogo. Sofremos um gol no primeiro tempo e logo na sequência teve um pênalti claro, que todos viram. Depois, na etapa final, tomamos o gol de empate, que desestabilizou toda a nossa equipe, num lance que foi ignorada uma falta claríssima em Alan”, disse em entrevista coletiva após a partida.

Em virtude dos acontecimentos, o Vasco divulgou em nota no seu site oficial que, o presidente Eurico Miranda concederá uma entrevista coletiva nesta quinta, às 15h30, no Complexo Esportivo de São Januário.