Mineiro: Ex-atacante do Guarani e ex-meia do Cruzeiro chegam ao Tupi

Carlos Júnior e Ruan Telles falaram sobres suas expectativas no estadual 2017

por Agência Futebol Interior

Juiz de Fora, MG, 12 (AFI) - O Tupi apresentou, na tarde desta quinta-feira, mais dois atletas para a temporada 2017: o atacante Carlos Júnior e o meia-atacante Ruan Telles. Em momentos diferentes de suas carreiras, ambos chegam com o objetivo de ajudar o Carijó a fazer uma boa campanha no estadual. Mais experiente, Carlos Júnior tem 28 anos e conhece bem o futebol mineiro, afinal, já esteve em equipes como América-MG, Ipatinga e Guarani. Feliz em vestir a camisa do Tupi, espera corresponder às expectativas.

“Para mim, é um prazer muito grande trabalhar neste clube que tem tanta história no cenário mineiro e, desde 2011, entrou de vez no cenário nacional. Quando recebi o convite do professor Éder Bastos, não pensei duas vezes. Meu objetivo é ajudar a todos. Acho que o que vai fazer diferença é o grupo, que está trabalhando muito. Temos conversado para que o grupo sempre prevaleça. Não temos nenhuma estrela, mas nosso grupo é muito aguerrido e a expectativa é fazer um bom trabalho no Mineiro”, comentou o jogador durante a entrevista coletiva no “Espaço Torcedor – Sala Geraldo Magela Tavares”.

Tupi apresenta seus novos reforços para 2017
Tupi apresenta seus novos reforços para 2017
Ruan Teles tem 19 anos e, apesar da pouca idade, tem mostrado personalidade em campo. Antes de chegar ao Tupi, passou pelas divisões de base de América-MG e Cruzeiro; profissionalmente, atuou no Juventus-SC. Entusiasmado pela possibilidade de disputar uma grande competição, o meia vê no Campeonato Mineiro a oportunidade de mostrar o seu futebol.

“Meu objetivo é fazer um grande Mineiro e, se tudo der certo, ajudar o Tupi a conseguir a classificação entre os quatro primeiros. Tenho certeza de que 2017 será inesquecível”, comentou, destacando a importância que os atletas mais “rodados” têm assumido ao passar experiência para os mais jovens: “O entrosamento está bacana. O técnico Éder Bastos e os demais jogadores têm conversado muito comigo.”